PANDEMIA

Três piauienses morrem em 24h e total de óbitos por Covid sobe para 60 nesta quarta (13)

São três pacientes do sexo masculino que estavam internados no Hospital Tibério Nunes, em Floriano


Coronavírus

Coronavírus Foto: Reprodução

Três homens morreram nas últimas 24h em decorrência do novo Coronavírus no Piauí. O trio estava internado no Hospital Tibério Nunes, em Floriano, município situado 247 quilômetros ao Sul de Teresina. As informações foram divulgadas no início da noite desta quarta-feira (13) em boletim epidemiológico publicado pela Secretaria de Estado da Saúde (SESAPI).

As vítimas são um homem de 66 anos que sofria com cardiopatia e era natural de Socorro do Piauí; um paciente de 57 anos que tinha diabetes era de Manoel Emídio e um idoso de 76 anos, natural de Júlio Borges, tinha hipertensão, sendo este último a segunda morte registrada neste município.

172 infectados em 24h

O boletim da Sesapi também mostrou 172 novos casos de Covid-19 no Piauí, sendo 85 mulheres e 87 homens com idades entre 1 e 85 anos. Os municípios que registraram a doença pela primeira vez nesta quarta-feira são Corrente, Lagoa do Piauí, Matias Olímpio, Ribeiro Gonçalves e Socorro do Piauí. Agora são 97 cidades piauienses tem casos registrados. O total de casos confirmados no Estado até agora é de 1784 e o número de mortos é 60.

330 piauienses estão internados, sendo 218 em leitos clínicos, 109 em leitos de UTIs e três pacientes em leitos de estabilização.

Governador decreta novas medidas

Após o Piauí registrar pela primeira vez oito mortes em apenas um dia por conta do coronavírus, o governador Wellington Dias proibiu o transporte intermunicipal durante o fim de semana, a venda de bebida alcoólica e disse que no domingo apenas as farmácias vão funcionar. O gestor ainda não adotou o lock down, bloqueio total de atividades, mas considera a possibilidade.

O que é o COVID-19

COVID-19 é a doença infecciosa causada pelo coronavírus descoberto mais recentemente. Este novo vírus e doença eram desconhecidos antes do início do surto em Wuhan, China, em dezembro de 2019.

Como se proteger do coronavírus

- Lavar as mãos frequentemente por 20 segundos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel;

- Cobrir o nariz e a boca com um lenço ou o cotovelo ao tossir e espirrar;

- Evitar contato próximo (um metro de distância) com pessoas que não estejam bem;

- Ficar em casa e se isolar das outras pessoas que moram com você caso apresente os sintomas da doença.

Sintomas do COVID-19

Os sintomas mais comuns do COVID-19 são febre, cansaço e tosse seca. Alguns pacientes podem ter dores, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta, diarreia, perda do olfato e paladar. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente. Algumas pessoas são infectadas, mas não desenvolvem sintomas e não se sentem mal.

A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem precisar de tratamento especial. Cerca de 1 em cada 6 pessoas que recebe COVID-19 fica gravemente doente e desenvolve dificuldade em respirar.

As pessoas idosas e as que têm problemas médicos subjacentes, como pressão alta, problemas cardíacos ou diabetes, têm maior probabilidade de desenvolver doenças graves.

Pessoas com febre, tosse e dificuldade em respirar devem procurar atendimento médico.

Quem é do grupo de risco

Idosos e pessoas com condições médicas pré-existentes (como pressão alta, doenças cardíacas, doenças pulmonares, câncer ou diabetes) parecem desenvolver doenças graves com mais frequência do que outros.

Próxima notícia

Dê sua opinião: