SAÚDE PÚBLICA

Policiais resgatam dois homens que tentavam pular de pontes em Teresina

O suicídio é um grave problema de saúde pública, que pode ocorrer por múltiplos fatores. Veja onde conseguir ajuda!


Homem tenta se jogar de ponte em Teresina

Homem tenta se jogar de ponte em Teresina Foto: Teresinha Ferreira/Piauí Hoje

Um homem, que não teve o nome revelado, foi resgatado por uma equipe da Coordenadoria Geral de Operações da Polícia Militar do Piauí quando tentava tirar a própria vida na Ponte do bairro Primavera.  Outro caso parecido também ocorreu no sábado (15), na Ponte Estaiada. A vítima foi resgatada por policiais do 1º Batalhão da Polícia Militar do Piauí. Ambos os homens foram resgatados em segurança das pontes e encaminhados para o Hospital Areolino de Abreu, onde receberam o atendimento necessário.

O suicídio é um grave problema de saúde pública, que pode ocorrer por múltiplos fatores. Segundo a Organização Mundial de Saúde, 90% dos casos estão relacionados a transtornos mentais, que podem ser prevenidos e tratados. Além disso, uma vez informada sobre o tema, a população pode contribuir com a diminuição dos fatores de risco e com o aumento dos fatores de proteção.


Foto_17062019_120625Foto: Polícia Militar


PRECISA DE AJUDA?


Em todo o país existe vários locais que contribuem com a prevenção e posvenção do suicídio para que pessoas com ideações suicidas e familiares saibam onde buscar tratamento gratuito na capital piauiense. Além da rede do SUS, existem organizações filantrópicas que oferecem o serviço. Em Teresina, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) mantém o PROVIDA, que é um ambulatório especializado e fica localizado no Centro de Saúde Lineu Araújo, no centro sul da cidade. “O local conta com psicólogos e psiquiatras e atende por demanda espontânea”, afirma Luanna Bueno, gerente de saúde mental.

Ela explica que, além do PROVIDA, existem sete Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), que possuem equipe multiprofissional e acolhem pessoas com transtornos mentais severos. “Já em casos de transtornos leves, as pessoas podem buscar uma das 90 Unidades Básicas de Saúde. Se houver necessidade, na própria Unidade é marcada consulta para psicólogos e psiquiatra, nos ambulatórios”.

Agora, em caso de urgência psiquiátrica, como surto psicótico ou tentativa de suicídio, a população pode acionar o SAMU, por meio do número gratuito 192 ou ir por meios próprios para o Hospital Areolino de Abreu, local que possui psiquiatras 24 horas e é o hospital referência em atendimento de urgência psiquiátrica. Outra opção é se dirigir aos CAPS.

 A FMS informa ainda que discutir sobre o suicídio é fundamental para a sua prevenção, alertando que essa discussão deve ser de forma responsável e útil: não se pode divulgar casos individualizados para não impulsionar outras pessoas a terem a mesma conduta. A Organização Mundial de Saúde recomenda que se fale sobre estatísticas, sobre a importância da saúde mental, que as doenças mentais têm tratamento, além de informar amplamente locais que fornecem ajuda.


Conheça também as organizações filantrópicas que contribuem com a prevenção do suicídio em Teresina:


1.Centro de Valorização da Vida (CVV) – Telefone: 188 (disponibiliza linha telefônica para conversa amiga);

2.Centro Débora Mesquita (CDM) – Telefone: (86)99827-3343/ 98894-5742 (faz palestra sobre doenças mentais e suicídio, fornece atendimento psicológico e tem grupo destinado às pessoas que perderam um ente querido por suicídio);

3.Grupo Contato Apoio Contato e Esperança (GRACE) – Telefone: (86)3237-0077/3237-0202 (disponibiliza linha telefônica para conversa amiga, atende presencialmente na sede e também faz visita domiciliar).

Fonte: Com informações da PM-PI

Próxima notícia

Dê sua opinião: