EVENTO

Juntos pela Vida: Grupo Vanguarda e CVV na luta o ano inteiro

A programação iniciou pela manhã palestra “Como anda a sua saúde mental?”


Evento

Evento Foto: Divulgação

“Observo que existe uma carência muito grande das pessoas para trocar ideias, confiar e desabafar”, afirma Ricardo Ferreira, funcionário da Ouvidoria do Grupo Vanguarda, durante a palestra: “Valorização da Vida”, ministrada por Maria Zélia Feitosa, voluntária do Centro de Valorização da Vida - CVV/PI.

Escutar, falar, quebrar tabus, superar estigmas e senso comum, alertar as pessoas e conscientizar são ações que Grupo Van Guarda realiza com seus funcionários durante o ano todo, mas que neste mês ganham sentido especial com o Setembro Amarelo - movimento para prevenção do suicídio e o Dia D – Juntos Pela Vida, que aconteceu nesta quinta-feira, 24, na auditório Carvalho e Fernandes.

A programação iniciou pela manhã palestra “Como anda a sua saúde mental?”, com enfermeira Amanda Amorim Dias. “Os funcionários do grupo contam com assistência social, para trabalhar os conflitos e problemas que cada pessoa possa sentir. A terapia é importante por nos permitir evoluir”, informa Patrícia Erica, assistente social do grupo.

De acordo com dados do CVV, 32 brasileiros morrem diariamente por suicídio. Nove em cada dez destas mortes podem ser evitadas, se a pessoa que passa por algum transtorno mental receber ajuda a tempo. “A dor não é anônima. Falar é sua melhor opção e um dos pontos mais importantes é a própria pessoa se escutar”, assegura Zélia. “O autocuidado e autoconhecimento são imprescindíveis, pois antes de qualquer ação é preciso cuidar de mim mesmo pra cuidar do outro”, completa.

Portanto: falar é a melhor solução. Muitas mortes podem ser evitadas se a informação de que se pode pedir ajuda e dividir o que se sente com alguém forem mais divulgadas. É isto que o Movimento Setembro Amarelo quer. Participe! E se precisar de ajuda ligue 188.

Fonte: Claudia Bezerra

Próxima notícia

Dê sua opinião: