SAÚDE

Dia 23 de setembro: Dia Mundial de Combate ao Estresse

Confira as dicas para combater o estresse de forma natural


Infusão de Erva Doce

Infusão de Erva Doce Foto: Chás Brasil

Ao longo dos anos, as mudanças rápidas de rotina e a vida agitada, contribuíram para que as pessoas ficassem cada vez mais estressadas. E apesar de ser uma reação natural do organismo, quando o estresse começa a afetar aspectos do nosso cotidiano, ele se torna perigoso para saúde, se tornando uma porta de entrada para outros problemas.

O estresse não está somente associado a fatores externos, como pressão no trabalho, na faculdade ou até mesmo dentro de casa, mas também está ligado a forma de como levamos as nossas emoções. Assim parece difícil viver uma vida sem estresse, não é mesmo? Mas com algumas mudanças de hábitos, é possível diminuir o estresse.

Listamos com o apoio de especialistas, algumas medidas diferentes e naturais para ajudar no combate ao estresse. Confira:

1.        Comer chocolate pode! “Essa delícia não é proibida, mas só vale comer aqueles com pelo menos 70% de cacau. Esse fruto brasileiro é um excelente remédio contra o estresse quando consumido de maneira certa. Ele tem benefícios funcionais a partir da liberação de hormônios que estão voltados para a sensação de prazer e bem-estar. Aliado à função relaxante, ele também tem o poder antioxidante. O ideal é consumir em pequena quantidade uma vez por semana”, disse Mirian Rocha, especialista em chocolate.

2.       Chás para acalmar: “Uma das melhores opções para combater o estresse são os chás para reduzir esse problema naturalmente. Quando fazemos um chá com as ervas camomila e capim-limão, além do chá ajudar a diminuir o inchaço, ele é um calmante natural para o organismo e faz bem à saúde. Basta usar uma colher de sopa de cada erva e fazer a infusão em 500ml de água por 20 minutos e pronto, você terá um ótimo calmante natural”, explicou a índia Michelle Rocha, proprietária da loja Naturelle.

3.       Meditar é uma ótima opção, sabia? “Esse hábito é capaz de transformar a nossa maneira de interagir com o mundo, trazendo tranquilidade, concentração, diminuição da ansiedade, redução da depressão e melhora na qualidade do sono, ou seja, uma série de benefícios para o bem-estar e que aliviam o estresse e reduz até mesmo dores crônicas”, nos contou Ivana Cabral, reprogramadora mental.

4.       A sua saúde mental também importe! Para a especialista em desenvolvimento humano, Ester Gomes, a descrição das palavras humanizar e empatia nos ajudam a enxergar melhor o real significado delas. Olhar para si com carinho e olhar para o outro com devido valor. Humanizar as relações. Ter empatia. A nossa saúde mental também importa. E como eu costumo dizer: ‘o bem-estar em primeiro lugar’. Que possamos praticar sempre a humanização, seja para a sua equipe de trabalho, amigos, família ou, principalmente, para os desconhecidos. Isso é extremamente importante para evitar situações de estresse em nosso dia a dia”.

5.       O medo pode ser um aliado da gente. “O medo é um estado fisiológico, ou seja, faz parte do nosso sistema nervoso. E apesar de desagradável, ele pode ser excelente, afinal ele prepara o nosso organismos para nos defender de uma situação de perigo. O nosso corpo libera uma sucessão de hormônios, incluindo a adrenalina, que nos deixa em estado de alerta. Mas nós precisamos aprender a lidar com esse sentimento de forma construtiva, entendendo que mesmo com medo de algo, precisamos ir lá e fazer. Não devemos ficar presos dentro do medo com preocupações excessivas! ”, finalizou a especialista em inteligência emocional, Dayane Perin.

Se você adotar essas estratégias, sentirá uma grande diferença nos sintomas de estresse. E, se aliadas à uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos, as dicas farão com que você se sinta melhor rapidamente, tendo boas noites de sono, sem estresse.

Fonte: Airam Comunicação

Próxima notícia

Dê sua opinião: