FISCALIZAÇÃO

Coren-PI realizou mais de 250 inspeções em unidades de saúde do Piauí desde o início da pa

Equipes de fiscalização do Conselho já realizaram mais de 250 inspeções in loco e remotas em mais de 65 municípios


Fiscalização

Fiscalização Foto: Divulgação

Desde a segunda quinzena do mês de março, o Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren-PI) vem reunindo esforços para combater o novo coronavírus e conter a contaminação entre os profissionais de Enfermagem piauienses em atuação nos serviços de saúde.

Equipes de fiscalização do Conselho já realizaram mais de 250 inspeções in loco e remotas em mais de 65 municípios. Entre eles: Teresina, Parnaíba, Picos, Floriano, São Raimundo Nonato, Oeiras, Bom Jesus, Piripiri e Campo Maior.

Durante as fiscalizações, os representantes do Coren-PI checam o fornecimento de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em quantidade suficiente e qualidade para o profissionais de Enfermagem, chamam a atenção para definição do fluxo de atendimento exclusivo de pacientes com suspeita ou contaminados com a Covid-19, além de cobrar a presença de Plano de Contingência e a capacitação dos profissionais para atuar na linha de frente do combate da pandemia com segurança.

“Em meio à atual pandemia que enfrentamos, intensificamos nossas fiscalizações com foco nas instituições de saúde referência no atendimento a casos suspeitos ou confirmados de Covid-19. Estamos atuando ativamente para garantir a segurança dos profissionais e condições dignas de trabalho”, afirma a presidente do Coren-PI Tatiana Melo.

O Coren-PI também denunciou aos órgãos de fiscalização, como Ministério Público do Estado e Ministério Público do Trabalho, irregularidades encontradas na assistência de enfermagem em hospitais, para garantir a efetiva adequação na estrutura física, organização e funcionamento destas unidades de saúde. O Conselho também vem cobrando dos municípios o pagamento do adicional de insalubridade no percentual de 40% aos profissionais de enfermagem que atuam no enfrentamento à Covid-19.

Além disso, mais de 800 atendimentos foram realizados por telefone e e-mail, oferecendo suporte aos profissionais de Enfermagem que buscaram tirar dúvidas ou solucionar problemas.

Fonte: Iconenoticia

Próxima notícia

Dê sua opinião: