CAR MAIS

Mercado convalescente

Confira as novidades do mundo automobilistico


picape Fiat Strada

picape Fiat Strada Foto: Divulgação

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgou nesta terça-feira, 2 de junho, os números de vendas de carros e comerciais leves relativos a maio deste ano. Com a logística de vendas um pouco mais normalizada, houve um crescimento de 10,29% em relação a abril, com o emplacamento de 56.639 unidades no quinto mês de 2020. 

Ante maio do ano passado, a queda abrupta foi de 75,81%. No acumulado de janeiro a maio, foram comercializadas 640.525 unidades entre os dois segmentos, um recuo de 38,14% sobre as 1.035.427 do mesmo período de 2019. No “top ten” dos modelos fabricados no país, a Fiat Strada, nos últimos suspiros da antiga geração da picape compacta, se destacou em maio com a terceira posição, com 1.983 emplacamentos. A liderança permaneceu com o Chevrolet Onix, com 3.296 exemplares vendidos, ainda muito distante das cerca de 20 mil unidades que o compacto tinha mensalmente nos seus melhores tempos. 

O Hyundai HB20 ficou em segundo, com 2.218 unidades, seguido pela Strada, pelo Renault Kwid (1.818), pelo Fiat Argo (1.768), pelo Ford Ka (1.719), pelo Chevrolet Onix Plus (sedã) (1.681), pela Fiat Toro (1.662), pelo Volkswagen Gol (1.616) e pela Toyota Hilux (1.444). No ranking das fabricantes, a General Motors continuou em primeiro, com 9.968 emplacamentos em maio nos dois segmentos e uma participação de mercado de 17,60%, acompanhada pela Fiat (8.773 e 15,49%), pela Volkswagen (8.771 e 15,49%) – empate técnico entre as duas montadoras -, pela Toyota (4,645 e 8,20%), pela Hyundai (4.523 e 7,99%), pela Renault (4.413 e 7,97%), pela Ford (4.420 e 7,80%), pela Jeep (2.577 e 4,55%), pela Honda (2.433 e 4,30%) e pela Nissan (1.512 e 2,85%). Mais uma vez, no entanto, a liderança de fato é do Grupo FCA, com o emplacamento de 11.360 automóveis somando os da Fiat e os da Jeep, com 20,04% de “market share”.
 Ford Mustang Mach1A volta da lenda
Para reviver o famoso cupê fastback que estreou na primeira era dourada dos “muscle cars” no final da década de 60 nos Estados Unidos, a Ford anunciou a volta do Mustang Mach 1. O carro deve ser lançado ainda este ano no mercado norte-americano como modelo 2021, oferecendo aos fãs do superesportivo o máximo de desempenho com o motor 5.0 V8, naturalmente aspirado. “O Mach 1 tem um lugar especial na história do Mustang, e chegou a hora da edição especial assumir o primeiro lugar em termos de desempenho com motor 5.0 V8. Como o original, o novo Mustang Mach 1 será fiel a sua herança, trazendo um visual único e o melhor desempenho na pista de todos os tempos”, promete Dave Pericak, diretor da Ford Icons.

 O Mach 1 estreou em 1969 e imediatamente conquistou seu lugar na linha Mustang, com desempenho e dinâmica aprimorados usando a suspensão do GT. Nos anos seguintes, o Mach 1 ganhou aprimoramentos em relação ao Mustang GT, com preço mais acessível que as versões Shelby e Boss. Dois anos depois da estreia, além de ficar mais comprido e largo que o original, o Mach 1 recebeu suspensão de competição e mais opções de motores. Em 1974, passou novamente por grandes mudanças, sendo redesenhado pela primeira vez como um hatchback. 

Essa geração do Mach 1 foi produzida durante cinco anos e, para aprimorar ainda mais a dirigibilidade, oferecia o kit opcional de suspensão “Suspension Rallye”. O Mach 1 retornou como anos-modelo 2003 e 2004, combinando mecânica moderna com elementos nostálgicos de design dos anos 70. Sua suspensão exclusiva, com freios a disco dianteiros Brembo maiores, garantiu mais desempenho na pista. O visual também foi destacado com spoiler e faixa no capô em preto fosco.
BMW M340iFúria alemã
O mais potente representante da consagrada família Série 3 da BMW está disponível de novo no Brasil. Trata-se do M340i xDrive Sedan, produzido em Munique, na Alemanha, que desembarca no mercado brasileiro com um “powetrain” de fazer inveja e pelo preço de R$ 426.950. Feito exclusivamente para o M340i, o motor 3.0 M TwingPower Turbo de seis cilindros em linha tem potência de 387 cavalos e torque de 51 kgfm, combinado à tração integral e à transmissão Steptronic Sport de 8 marchas, com possibilidades de trocas sequenciais em “paddles shifts” localizados atrás do volante. Segundo a marca alemã, o esportivo acelera de zero a 100 km/h em 4,4 segundos e pode chegar à velocidade de 250 km/h, limitada eletronicamente.

 Na rede de concessionárias do país e no Instagram @bmwdobrasil, com cinco opções de cores externas e três de acabamento interior, para ter acesso ao M340i vale sempre o reforço que o cliente deverá agendar previamente a visita à loja, via telefone, WhatsApp ou redes sociais, de forma a favorecer as atividades vigentes de distanciamento social. “O histórico, clássico e detentor de um prazer único de dirigir um Série 3 ganha ainda mais esportividade, tecnologia, exclusividade e agora a personalidade de um BMW M. Esse modelo chega para reforçar o sucesso da série ‘First Edition’ que esgotou as unidades antes do lançamento e para complementar a gama global também no país”, explica Roberto Carvalho, diretor-comercial da BMW do Brasil.
Mercedes Classe C Ofertas de ocasião
A Mercedes-Benz anuncia condições especiais para a compra dos modelos Classe C e GLA em sua rede de concessionárias no Brasil. A campanha “The Best Now” traz uma nova opção para o financiamento Flexibility, que conta com taxa diferenciada de 0,79% financiada pelo Banco Mercedes-Benz para os clientes interessados nos modelos C 180 ano/modelo 2019/2019 nas versões Avantgarde e Exclusive e GLA 200 Advance ano/modelo 2019/2020. 

Com entrada de 49% e parcelamento sugerido de até vinte e quatro prestações, a campanha oferece as três primeiras parcelas gratuitas aos clientes, manutenção por dois anos, parcela final balão de 50% e valorização do seminovo do cliente. O C 180 e o GLA 200 Advance podem ser encontrados em toda a rede de concessionárias do país com preços de R$ 169.900 e R$ 179.900, respectivamente. A campanha tem validade até o dia 30 de junho, ou enquanto durarem os estoques.
Citroën C1 JCC+Algo a mais
O Citroën C1 colocou a sua silhueta nas mãos do designer francês Jean-Charles de Castelbajac para criar uma série especial topo de linha do pequeno citadino. Nessa série denominada C1 JCC+, o criador francês recorreu ao universo da moda e do “lifestyle” para enriquecer as formas do C1 e dotá-lo de um estilo para captar as atenções na paisagem urbana. O C1 JCC+ é repleto de contrastes, com acabamentos específicos e a aplicação sutil da assinatura colorida do designer nas coberturas dos retrovisores e nos centros das rodas. 

Conta ainda com itens de conforto como climatização e comutação automáticas, assim como elementos de estilo como a carroceria biton com teto Preto Caldera, alargamentos e acabamentos bordados específicos. Integram seis sistemas de ajuda que facilitam a condução nas cidades, incluindo a câmara de ré. Com apenas 3,46 metros de comprimento, o carro tem motor VTi de três cilindros com 72 cavalos de potência.
fábrica da Caoa Chery em JacareíSem perder o pique
A Caoa Chery retomou a produção na fábrica de Jacareí (SP) de maneira gradual no dia 1º de junho. As atividades presenciais da unidade estavam interrompidas desde 23 de março, devido à pandemia do coronavírus. Nesse retorno, a saúde e a segurança dos empregados são as principais preocupações da montadora, que adotou medidas rígidas de prevenção para garantir a integridade de todos os trabalhadores, conforme orientações das entidades de saúde. “Sabemos da importância deste momento de retomada para os nossos empregados. 

Nosso foco, desde o início da pandemia, é garantir que todos estejam em segurança para fazer seu trabalho”, ressalta Marcio Alfonso, CEO da Caoa Chery. A retomada das atividades em Jacareí marca ainda a preparação para o lançamento de dois veículos no Brasil. De acordo com o CEO da marca, os produtos devem chegar em breve ao mercado nacional. “Um deles será produzido em Jacareí e outro, em Anápolis (GO). Sabemos da importância de seguirmos com o nosso cronograma de lançamentos neste momento de recuperação, para que possamos continuar crescendo. Por isso, o mercado pode esperar por dois modelos extremamente competitivos e marcados pela qualidade, tecnologia e pelo design”, afirma Alfonso.
 cuidados com a pintura do carroLimpeza e preservação
Neste período de quarentena imposto pelo coronavírus, é comum que veículos fiquem parados por mais tempo. Apesar de se utilizar os carros e as motos com menos frequência, é importante o dono tomar alguns cuidados para preservar a pintura da melhor maneira possível. Para isso, a divisão de repintura da PPG dá quatro dicas de como se cuidar da “estampa” do veículo nesse período:
Encontrar o melhor lugar para estacionar - o local onde o veículo ficará estacionado é o primeiro quesito para preservar sua pintura. O ideal é ter um espaço coberto e com sombra para evitar a incidência direta de intempéries climáticas.
Escolher uma capa de proteção adequada - ela pode ajudar a evitar contaminação à pintura enquanto o carro ou a moto estiverem parados. No entanto, é importante que o material seja adequado para o uso e de acordo com o ambiente. Se o veículo ficar exposto em local sem cobertura, o bom é se investir em uma capa impermeável.
Utilizar produtos específicos para lavar o veículo - escolher um sabão de pH neutro, sem gasolina, álcool ou solventes. Após a limpeza, é importante secar o veículo com panos para evitar o acúmulo de novas sujeiras e manchas na pintura.
Não exagerar no polimento - para que a vida útil da pintura seja prolongada, uma boa dica é não exagerar nesse procedimento. Se utilizado com frequência, o polimento não ajuda tanto na conservação da pintura quanto se imagina. Esse cuidado vale para veículos de todas as cores, inclusive os brancos.

Fonte: Automotrix

Próxima notícia

Dê sua opinião: