Blog do Brandão

Blog do Brandão

Vereadores são omissos e coniventes com o caos na saúde e na gestão de Teresina

Silêncio é conivência dos vereadores são recompensadas com cargos e recursos da Prefeitura de Teresina

Por Luiz Brandão

Quinta - 28/12/2023 às 00:01



Foto: Luiz Brandão O vazio plenário da Câmara revela a omissão dos vereadores para com os problemas de Teresina
O vazio plenário da Câmara revela a omissão dos vereadores para com os problemas de Teresina

Os vereadores de Teresina são omissos, coniventes e co-responsáveis pela situação de bagunça em que se encontra a administração municipal e pela desatrosa gestão do prefeito Dr Pessoa no setor de saúde, que enfrenta a maior crise de toda sua história. 

O caos na saúde da capital aumenta a cada dia. No final da semana passada faltou quase tudo em hospitais e unidades de saúde que deveriam ser geridas pela Prefeitura de Teresina. A gestão municipal deixou faltar até mesmo a comida para os trabalhadores de plantão.

Mas a crise não pára por ai. Logo após o feriado de Natal, na terça-feira (26), por falta de pagamento, foi cortada a energia eletrica da sede da própria Fundação Municipal de Saúde - FMS, que seria a responsável pela gestão do setor. 

Nesta quarta-feira (27), pelo mesmo motivo, a empresa que fornece aparelhos de raio X e tomografias para o Hospital de Urgência de Teresina - HUT, recolheu os aparelhos daquele hospital, o maior do estado em urgência e emergência médica.

Os desmandos na saúde pública municipal da capital se arrastam há pelo menos dois anos. Além dos equipamentos, os pacientes e profissionais da saúde também sofrem com a falta de medicamentos e até soro fisiológico no HUT e nos outros hospitais do município.

O presidente do Conselho Regional de Medicina - CRM, João Araújo Moura Fé, disse, nesta quarta-feira (27), que a situação é caótica e que é uma consequência da desorganização administrativa da Prefeitura de Teresina. 

Para o presidente do CRM, falta planejamento dos gestores municipais tanto sobre pagamentos de empresas que fornecem os equipamentos quanto em relação à compra de medicamentos e outros insumos hospitalares.

Pelo conjunto da obra, não é exagero dizer que, na situação de desordem em que se encontra a Prefeitura, a Câmara de Teresina já deveria ter afastado o prefeito do cargo por incapacidade de gestão. Os vereadores estão sendo omissos com esse desastre no comando da PMT.

Essa conivência dos vereadores com a catastrófica gestão de Dr Pessoa tem recompensa. Quase todos silenciam porque estão mantendo seus esquemas políticos e econômicos com cargos e recursos da Prefeitura. 

Uma prova do descaso dos vereadores com os graves problemas na saúde de Teresina é que eles estão em recesso e só farão reunião extraordinária para tratar do assunto após as festas do Ano Novo, exatamente o período em que os hospitais ficam lotados e abandonados pelos gestores.

A bem da verdade, o caos na saúde de Teresina também é caso de intervenção estadual e federal, porque, afinal, quem vem sofrendo barbaridades nos hospitais e unidades de saúde da capital é a população, sobretudo a camada mais pobre.

Siga nas redes sociais
Luiz Brandão

Luiz Brandão

Luiz Brandão é jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí. Está na profissão há 40 anos. Já trabalhou em rádios, TVs e jornais. Foi repórter das rádios Difusora, Poty e das TVs Timon, Antares e Meio Norte. Também foi repórter dos jornais O Dia, Jornal da Manhã, O Estado, Diário do Povo e Correio do Piauí. Foi editor chefe dos jornais Correio do Piauí, O Estado e Diário do Povo. Também foi colunista do Jornal Meio Norte. Atualmente é diretor de jornalismo e colunista do portal www.piauihoje.com.

Compartilhe essa notícia: