Geral

Governador decretará emergência sanitária por causa da peste suína em Lagoa do Piauí

Foi encontrado foco da doença em uma propriedade em Lagoa do Piauí
Fonte: Com informações da Adapi | Editor: Alinny Maria 08/04/2019 15:05
Imagem ilustrativa/ Peste suína Imagem ilustrativa/ Peste suínaFoto: adapec.to.gov

O governador Wellington Dias (PT), deve assinar ainda nesta segunda-feira (8), o decreto de emergência sanitária após ser detectado foco de Peste Suína Classica (PSC) em uma propriedade em Lagoa do Piauí.

O decreto visa facilitar o processo burocrático, para que a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) possa tomar as medidas necessárias imediatas para erradicar a doença que atinge porcos e javalis. O decreto visa adquirir de forma rápida os materiais e produtos necessários.

Segundo o veterinário e fiscal agropecuário, Idílio Moura, gerente de defesa sanitária animal da ADAPI, o governo está tomando todas as medidas necessárias para erradicar o foco da peste suína. "Estivemos reunidos toda a manhã de sábado (6) na Superintendência Federal da Agricultura para traçar todas as ações e estratégias para debelar o foco. As medidas incluem interdição da propriedade, controle do trânsito de animais, investigação epidemiológica nas propriedades circunvizinhas, sacrifício sanitários de todos os suínos do foco", diz, enfatizando que a doença é transmitida por um vírus altamente contagioso.

Vale lembrar que o vírus afeta somente suínos e javalis e não atinge o ser humano. Não é zoonose, portanto, não há qualquer problema para o consumo da carne suína. Ainda conforme Idílo Moura, o prejuízo é econômico por conta do trânsito de animais, pois não pode ser comercializado suíno do Piauí para outros estados. "Há embargos econômicos, restrições de movimentação de suíno dentro e fora do estado", conclui.

Nesse domingo, quatro equipes de veterinários foram até o município para efetuar o sacrifício e desinfecção das instalações e veículos das propriedades e fazer a erradicação do foco. "Será um processo contínuo que durará cerca de 30 dias ou mais, até ter a certeza de que o vírus foi erradicado", esclarece o veterinário.

Comentários