Política

Wellington Dias fala sobre política, oposição e investimentos

Fonte: TV Meio Norte | Editor: Paulo Pincel 02/12/2017 07:00
Governado do Piauí, Wellington Dias Governado do Piauí, Wellington DiasFoto: CCom

O governador do Piauí, Wellington Dias, concedeu uma longa entrevista ao jornalista Amadeu Campos (TV Meio Norte) na sexta-feira (1/12) quando falou sobre política, oposição, investimentos e futuro.

Wellington Dias destacou o "sol" do Piauí, "que era um problema, agora está dando dinheiro". "O que eu produzir aqui de energia, tenho como vender para qualquer ponto do Piauí e do Brasil”, comemorou o govenador, que nesta semana inagurou o maior parque de energia solar da América Latina.

O portal PIAUIHOJE.COM separou, por assunto, os principais trechos da entrevista com o chefe do Executivo.

Mil projetos

“Uma aposta que fazemos em somar os investimentos públicos com privados. O Piauí fez o dever de casa nesse aspecto, os 9 estados do nordeste não conseguiram. Fizemos um marco regulatório, temos uma equipe integrada que sempre que tem uma possibilidade de investimento a gente abraça para poder fazer acontecer. Temos um marco regulatório para a pequena geração, já temos mais de mil projetos. O Piauí é um dos poucos estados em que apenas uma vez é cobrado o ICMS, isso atrai investidores. Temos uma política fiscal que é mais atrativa que alguns lugares do Brasil. O sol, que era um problema, agora está dando dinheiro. O que eu produzir aqui de energia, tenho como vender para qualquer ponto do Piauí e do Brasil”

Folha de pagamento

“Tenho trabalhado para que a gente possa priorizar a folha, ao priorizar isso estou priorizando as atividades do estado e isso é bom para comercio e a estabilidade do estado. Para que os serviços continuem a funcionar e para que a gente não perca a capacidade de investimentos, a medida que o estado é demandado para um investimento precisa estar pronto para fazer”.

Endividamento

“Duvido que quem diz isso acredita realmente nisso. O Estado já chegou a ter uma divida de 40% da sua riqueza, hoje ela é de 7%. A dividida da União é de 70% do PIB brasileiro. Todos os deputados foram convidados para visitar as obras executadas com o dinheiro dos empréstimos, até porque elas tem a participação da Assembleia, sem a autorização deles nós não teríamos conseguido fazer os empréstimos”.

Educação

“Nós temos 70 escolas de tempo integral. Assim, você ocupa de maneira saudável os estudantes, em alguns casos da 7h da manhas às 17h30 com educação técnica, informática, reforço e isso tem contribuído muito para a melhoria da qualidade da nossa educação. Temos a maior presença de ensino técnico nos municípios e de ensino superior.

Sucessão

“Em 2014, não foi só eu, foi um conjunto dos líderes que firmou compromisso e, independente de reeleição ou não, tenho um compromisso de garantir a reeleição do senador Ciro Nogueira e quero honrar isso. Em 2018, estarei junto e vamos estar trabalhando para a vitória do Ciro. Não tem nem como a gente tratar de 2022”,

Apelo

“Se trata de uma eleição de cada vez. Eu pessoalmente busco não fazer esses acordos. Em relação a 2018, o apelo que eu fiz para todo time é para que possamos tratar da chapa em 2018. Está pertinho, daqui trinta dias já estamos em 2018.Tenho esse compromisso em relação à candidatura, sendo candidato ou não, é de apoiar e trabalhar pela reeleição do senador Ciro Nogueira, compromisso que fiz em 2018”se.

Vice

“Não teve veto de ninguém a ninguém, até porque tudo que nos vamos tratar sobre chapa vai ser em 2018. Agora, nós vamos respeitar todos os líderes dos partidos que desejam sair juntos em 2018”

Adversários

“Eu aprendi que na política já não é fácil cuidar do lado que a gente representa, é a maior ilusão achar que você pode cuidar o outro lado”

Comentários