Política

Wellington denuncia movimento para desmoralizar a política

Fonte: Luiz Brandão | Editor: Paulo Pincel 07/05/2017 18:00
Governador Wellington Dias com Regina Sousa e Margarete Coelho Governador Wellington Dias com Regina Sousa e Margarete CoelhoFoto: Luiz Brandão

O governador Wellington Dias avaliou o 6º Congresso Estadual do Partido dos Trabalhadores como “um momento especial”. “A gente está concluindo aqui hoje, como em todo Brasil, um momento muito especial em meio a toda uma campanha que busca atacar o nosso partido, as suas ideias, e cada vez mais fica presente na população que é um movimento que, na verdade, quer desmoralizar todos os partidos e não apenas o Partido dos Trabalhadores, mas os políticos e a política. E muitas vezes não tem um olhar nas verdadeiras causas”, lamentou o chefe do Executivo.

O país, segundo ele, tem um dos piores sistemas políticos e por isso ele defende uma reforma que seja capaz de baratear as campanhas, deixa-las mais democráticas, ao valorizar a proposta, o compromisso, as ideias, os partidos, que hoje têm menos peso que a figura do político, a pessoa.

“A gente olha o que aconteceu nas eleições na Alemanha na França os Estados Unidos e o que as pessoas significam. É isso que permite que o países coloquem no centro posições, embora divergentes, as causas da população”.

Wellington Dias fez questão de destacar a eleição do deputado federal Assis Carvalho presidente do PT no Piauí e também a homenagem à ex-primeira-dama do Brasil, Dona Maria Letícia, “uma militante contribuiu com a democracia e fui vítima de ataques à sua família, ao marido e a ela própria”.

Comentários