Política

Vereador manda Firmino trabalhar ao invés de ameaçar

Dudu vai à justiça contra interferência de Firmino nos assuntos da Câmara
Fonte: Assessoria | Editor: Paulo Pincel 22/11/2017 10:09
Dudu (PT) Dudu (PT)Foto: Divulgação

Em pronunciamento a Câmara Municipal de Teresina (CMT) durante a sessão de terça-feira (21) o vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), denunciou a interferência do prefeirto de Teresina, Firmino Filhio, nas decisões do Poder, como na eleição da Mesa Diretora da Câmara, quando o chefe do Executivo municipal e o secretário de Governo Charles Silveira ligaram para vários vereadores criticando, ameaçando.

“Quando ele falou de interferência externa nesta Casa, ele devia lavar a boca, pois ele foi vereador e foi deputado. Ele sabe que os poderes são harmônicos, mas independentes e ele quis interferir nesse Poder. Ligou para o deputado Themístocles Filho e vem com essa história de que está sendo perseguindo pelo PMDB. O presidente Jeová foi eleito com 17 votos, o requerimento que pedia antecipação foi aprovado com 24 votos. Porque o prefeito não fala da tentativa dele de interferir neste poder? Nós temos áudios e mensagens dele e do secretário Charles da Silveira e nós vamos interpelar judicialmente”, avisou Dudu.

O vereador recomendou ao prefeito que se preocupe não com o que a Câmara faz ou deixa de fazer, mas com os problemas da capital, que não tem água, energia, segurança, hospitais, transporte, saneamento, lazer, nada.

"Trabalhe, bote os hospitais para funcionar, tem gente morrendo nas praças de Teresina, chame a Guarda Municipal, é esse o seu trabalho. Essa casa aqui não vai se curvar diante das suas vontades e nós vamos continuar fazendo nosso trabalho, inclusive fiscalizando as ações da Prefeitura. Nós seguiremos vigilantes”,avisou.

Comentários