Economia

Vendas na Páscoa devem ser de 3% a 5% a mais em relação a 2017

"É uma data comemorativa que depende do aumento da massa salarial", presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Alencar Burti
Fonte: Noticias ao minuto | Editor: Redação 21/03/2018 08:07
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativaFoto: Reprodução

A apenas 11 dias da Páscoa, é perceptível a quantidade de produtos ligados à epoca nas estantes de lojas e supermercados. Além do ritual dos ovos de páscoa, alimentos na área de pescada também rendem frutos para a Quaresma. O presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação da Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, fala sobre a expectativa para as vendas do varejo paulistano nesta Páscoa.

“Projetamos uma alta entre 3% e 5% em relação ao ano passado. É uma data comemorativa que depende do aumento da massa salarial, pois estimamos que grande parte das compras serão feitas à vista, já que os produtos mais requisitados não têm altos valores”, diz. Em 2017, as vendas avançaram 1,2% na Páscoa.

Segundo Burti, o setor supermercadista será um dos mais beneficiados. “Depois do Natal, essa é a segunda data mais forte para o ramo”.

Comentários