Municípios

Território de Carnaubais participa de capacitação para implantação do Sistema de Inspeção Territorial

O Sistema de Inspeção vai beneficiar os 16 municípios do território, que é dividido em dois aglomerados: aglomerado
Fonte: Ascom Seplan | Editor: Da redação 02/04/2019 13:15
Capacitação CapacitaçãoFoto: Ascom Seplan

De 01 a 12 de abril acontece a segunda etapa do treinamento dos técnicos do Território dos Carnaubais para a implantação do Sistema de Inspeção dos Produtos de Origem Animal. O Sistema de Inspeção vai beneficiar os 16 municípios do território, que é dividido em dois aglomerados: aglomerado 5, que abrange a região de Campo Maior, e aglomerado 6, referente à região de Castelo.

De acordo com Agente Territorial da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), Gessivaldo Gama, a criação do Sistema de Inspeção foi colocada como prioridade pelo Conselho de Desenvolvimento Territorial dos Carnaubais. “A Seplan procurou as setoriais ligadas diretamente à pasta de inspeção, no caso a Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (ADAPI) e Vigilância Sanitária Estadual e, a partir daí, surgiu a proposta de criar um plano de cooperação técnica para ser celebrado entre os órgãos e 16 prefeituras municipais”, conta ele Gessivaldo.

O agente territorial explica que o termo de cooperação é uma forma de beneficiar todo o território, já que de forma individual nenhum dos municípios teria condição de implantar seu sistema de inspeção de forma funcional, devido as condições financeiras, escassez de recursos humanos e materiais. “Os 16 municípios têm apenas nove veterinários, então os municípios que não tem, receberão a visita do veterinário mais próximo para auxiliar nessa inspeção.”, diz.

A segunda fase de qualificação para os dois aglomerados acontecerá no município de Teresina, na sede da Adapi e ainda em dois abatedouros. Para os municípios da região de Castelo, o treinamento acontecerá de 01 a 05 de abril e para a região de Campo Maior, de 08 a 12 de abril. Participarão veterinários, zootecnistas, biomédicos, técnicos agropecuários e demais auxiliares, exigidos para o funcionamento do sistema de inspeção.

Também está prevista para a primeira semana de maio, segunda etapa da qualificação dos técnicos da vigilância sanitárias dos municípios, para a implantação do sistema de inspeção dos produtos de origem vegetal. “Depois dessa capacitação daremos início a uma pré-operação de iniciação da inspeção territorial. A inspeção será feita nos municípios e o selo sairá como o selo territorial, e os produtos poderãos ser comercializados em todo o território. A intenção é atingir um selo estadual e um selo nacional”, adianta Gessivaldo.

Comentários

Apoio: