Política

Seplan e Caixa vão atestar a veracidade da lista de obras

Oposição acusa governo de lista obras que não realizou para justificar gastos
Fonte: Alepi | Editor: Paulo Pincel 22/11/2017 16:15
Deputados conversam em plenário Deputados conversam em plenárioFoto: Paulo Pincel

Foi aprovado, na manhã desta quarta-feira (22), requerimento de autoria dos deputados Gustavo Neiva (PSB), Rubem Martins (PSB), Robert Rios (PDT) e Juliana Moraes Sousa (PMDB) solicitando a presença do superintendente da Caixa Econômica Federal no Piauí, Elizomar Guimarães em reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A vinda do representante tem como objetivo esclarecer a autenticidade da relação das obras do Governo do Estado que foi entregue a comissão de deputados da oposição e o cronograma das liberações da operação de crédito do Governo com a Caixa.

O líder do governo na Casa, deputado João de Deus (PT), sugeriu que além do superintendente da Caixa, também seja convidado o coordenador das operações de crédito do Governo do Estado, Sérgio Miranda. A sugestão foi acatada pelos autores do requerimento e aprovada por unanimidade do Plenário.

“Eu fiquei incomodado com o que o deputado Evaldo disse ontem, quando disse que os deputados da oposição estavam querendo atrapalhar o desenvolvimento do Estado do Piauí quando as obras que foram listadas poderiam deixar de ser feitas. Nós estamos discutindo é a sobreposição de obras com a utilização de recursos externos e agora com recursos da Caixa. E agora o superintende da Caixa virá aqui para provar a veracidade dos documentos entregues. Nós lamentamos a posição do deputado Evaldo Gomes e dizer que nós estamos aqui é com a verdade”, Disse Rubem Martins. “Acho importante a vinda do superintendente do Governo até para que ele possa esclarecer porque muitas dessas obras que foram listadas pela Caixa já constavam no DPL1 e DPL2 e dizer porque foram retiradas e substituídas depois”, completou Martins.

“É importante também a vinda de um representante do Governo do Estado. Mas que que queremos reafirmar aqui que esse requerimento vem no sentindo de confirmar o que dissemos ontem, quando nos posicionamos contra ao novo empréstimo do Governo do Estado. Porque na sua defesa, o deputado Evaldo Gomes (PTC) infelizmente fez uma acusação aos deputados da oposição nessa Casa, dizendo que a lista que nós apresentamos e recebemos das mãos do Dr. Elizomar, na Caixa, era uma ficção criada pela oposição. E agora nós voltamos aqui para reafirmar que estamos aqui para fazer o bom combate e discutir ideias, sempre com honestidade. Jamais iriamos trazer documentos falsos para debater nessa Casa”, disse um dos autores do requerimento, deputado Gustavo Neiva.

“Nós estivemos na Caixa e o superintendente nos deu uma lista de obras realizadas pelo Governo e pegas com o empréstimo. O deputado Evaldo Gomes não conhecia a lista e reconheceu com muitas das obras anunciadas nunca haviam nem iniciado, duvidou de sua veracidade. Agora, nós vamos trazer um servidor da Caixa, tirá-los de suas obrigações, para dizer uma coisa que agora todas nós já sabemos que esse documento foi de fato entregue pela Caixa. Acho que nem o deputado Evaldo tem mais dúvida nem os deputados do Governo. E se não tem mais dúvida, embora eu tenha assinado, trazer aqui uma pessoa cheia de afazeres como o Superintendente para dizer uma coisa que já é obvio para o Piauí”, disse do deputado Robert Rios.

“Quero dizer que eu não recebi nenhuma lista da Caixa Econômica. Aliás, essa Casa também não recebeu nenhuma lista oficialmente. Então eu acho que o deputado Gustavo tem todo o direito de fazer um cavalo de batalha por coisas pequenas. É muito mais importante trazer aqui o secretário do Governo e o superintendente para nós possamos tirar todas as ficções da cabeça do deputado Gustavo. O Governo tem dois anos para executar as obras e prestar contas delas. E as contas de 2015 do Governo ainda estão sendo julgadas. E ele vai prestar contas junto a Caixa e ao Tribunal de Contas”, disse o deputado Evaldo Gomes.

“Eu não questiono a lista fornecido pela Caixa, e toda vez que se faz uma operação de crédito a Caixa ou Banco do Brasil ou Banco Mundial exigem um documento que possa significar aquelo que está sendo proposto para a aplicação do recurso. E ontem, conversando com o superintendente Sérgio Miranda e ele disse que essas listas são apresentadas e podem ser alteradas, no decorrer da aplicação do recurso desde que se mantenha a natureza do objeto”, disse o deputado João de Deus.

“Eu só queria lembrar que, em 2009, o ex e atual governador Wellington Dias mandou para essa Casa uma PL para fazer melhorias nas estradas do nosso asfalto. E dessa projeto, cada deputado poderia indicar os trechos que ele que fossem asfaltados. E ficou acordado isso e o projeto foi aprovado assim. E depois o governador saiu e ficaram mais de R$ 200 milhões e esse recurso não foram implementados logo, porque o então governador Wilson Martins tinha um prazo para prestar contas. E o prazo é de dois anos, e esse é o mesmo que o hoje o Governador Wellington Dias tem”, disse o deputado Cícero Magalhães (PT).

Comentários