Política

Senadora Regina Sousa faz educação política no interior do PI

A parlamentar iniciou as visitas ao sul do Estado por Cristino Castro
Fonte: Ascom | Editor: Da redação 15/01/2018 14:06
Reunião Política Reunião PolíticaFoto: Ascom

A senadora Regina Sousa(PT-PI) percorreu em cinco dias 16 municípios da região sul do Estado conversando com os moradores, lideranças e gestores. Desde que assumiu o mandato, em janeiro de 2015, que ela viaja debatendo vários assuntos com a população, como atual conjuntura, reformas trabalhista e previdenciária e o julgamento do ex-presidente Lula no próximo dia 24, em Porto Alegre. Em fevereiro completa os 224 municípios do Estado.

Regina Sousa disse que é dever do parlamentar ir ao encontro da população para explicar o que está acontecendo no país. “ Tem que ter essa educação política no Brasil. Tudo é decidido na política.” A parlamentar explicou que a população precisa ser esclarecida para poder decidir e lutar pelo melhor. “ Muita gente devia fazer o que estou fazendo: andando pelo interior conversando com a população e ouvindo as pessoas.”

A parlamentar iniciou as visitas ao sul do Estado por Cristino Castro no dia 10 e terminou no dia 14, em Colônia do Gurguéia.Nos municípios conversou com trabalhadores rurais, lideranças locais e religiosas, gestores e parlamentares explicando os principais pontos do projeto de reforma da Previdência, as consequências da reforma trabalhista já em vigor, os cortes no orçamento 2018 em programas sociais como o Bolsa Família e Luz para Todos.

Regina Sousa explicou que não é contra reformar a Previdência, “mas deve ser em cima de quem pode pagar, como os parlamentares e magistrados.” Pelo texto atual, os trabalhadores rurais terão que contribuir 15 anos, no mínimo, para poder se aposentar. Os demais, o tempo de contribuição para se aposentar com o salário integral é de 40 anos. Regina Sousa lembrou que a Comissão Parlamentar de Inquérito apontou que não há déficit na Previdência e sim devedores, como grandes empresas, incluindo bancos.

Sobre a reforma trabalhista, a parlamentar ressaltou que é uma volta ao passado e citou o trabalho intermitente, em que só ganha pelas horas trabalhadas, um dos itens mais prejudiciais. “ Se o trabalhador ganhar R$ 500 no mês, o patrão só paga a Previdência sobre esse valor, e o trabalhador terá que completar para poder contar tempo de aposentadoria. Mas isso muitos não sabem.”

A iniciativa da senadora em visitar os municípios é elogiada pela população.O prefeito de Morro Cabeça no Tempo, Antonio Carlos Batista Figueiredo (PRTB) elogiou o trabalho da parlamentar e agradeceu a ajuda ao município com a aquisição de uma ambulância e emenda de custeio para a área de saúde. O gestor revelou que poucos parlamentares visitam o município distante 750 km de Teresina e sem estrada asfaltada.

Outro que elogiou a iniciativa da senadora em percorrer o Estado esclarecendo sobre a reforma da Previdência foi o padre Domingos Cardoso de Oliveira, da Igreja Senhora Santa Ana, em Cristalândia, a 950 km da capital. Ele destacou que é muito importante a população ser esclarecida sobre o que acontece no país.

A senadora esteve ainda em Currais, Bom Jesus, Redenção do Gurguéia,Curimatá,Avelino Lopes, Júlio Borges, Parnaguá, Corrente, Sebastião Barros, São Gonçalo do Gurguéia, Barreiras do Piauí, Gilbués e Colônia do Gurgueia. Em Bom Jesus, fez uma visita ao Bispo Dom Marco Antonio Tavoni. Em todos os municípios recebeu solicitações para ajudar na realização de obras e serviços.

LULA

Regina Sousa disse que todos os senadores e deputados do PT irão a Porto Alegre no próximo dia 24 para apoiar o ex-presidente no julgamento político, pois não há provas. E explicou que o triplex pertence à construtora OAS e está penhorado. “ Se o apartamento está penhorado como é que pode ser do Lula?.” E pediu que todos se manifestem contra o julgamento. “ Não precisa ir a Porto Alegre, basta fazer uma oração, colocar uma bandeira na janela, vestir uma camisa para dar apoio ao Lula.”

Comentários