Política

Senadora considera histórica passagem de Lula pelo Piauí

Fonte: Cíntia Lucas | Editor: Paulo Pincel 04/09/2017 15:30
Senadora Regina Sousa (PT-PI) Senadora Regina Sousa (PT-PI)Foto: Cintia Lucas

A senadora Regina Sousa (PT-PI) considerou a caravana Lula Pelo Brasil um fato histórico, um documentário para a história que está ficando no Piauí. Regina Sousa foi à UFPI, acompanhar a entrega a Luliz Inácio Lula da Silva, do diploma de Doutor Honoris Causa, concedido em 2008.

A senadora também ressaltou o vigor do ex-presidente, que está há 20 dias dentro de um ônibus percorrendo o Nordeste. “O jornalista que acompanhou tem uma riqueza de detalhes, um documentário para escrever depois Acho que deveria colocar a ideologia de lado e ver de perto. Porque não dá para descrever a identidade do Lula com o povo, a cumplicidade é quase messiânica”.

A senadora percorreu o trecho piauiense do projeto Lula pelo Brasil e viu as pessoas querendo tocar, abraçar o ex-presidente Lula. “Até crianças. Ele pegou uma menina de 10 anos no colo e ela chorando, dizendo: Lula eu te amo. E ele: porque você está chorando? Você não me conhece, você é muito pequenininha. Ela respondeu: mas meu pai disse que você é o nosso pai... isso é emocionante as pessoas atravessarem a estrada para o ônibus para ver o Lula pelo menos acenando é uma coisa muito forte”, lembrou a senadora.

É essa ligação - continuou Regina Sousa - que Lula tem com o povo nenhum outro político brasileiro tem. “Lula, com certeza, é a única pessoa que faz isso. E não é de agora. Lula pega a estrada desde 1990, depois de 1994. Não é uma coisa da agora. Ele tem essa liga com o povo e bota o pé na estrada. É uma coisa que nenhum outro político é capaz de fazer”.

Segundo a senadora, já são 20 dias na estrada. “Lula está dentro de um ônibus, há 20 dias todo dia, só subindo e descendo do ônibus...não tem pausa para descansar, só à noite. A gente vinha de Picos e fomos almoçar 4 horas da tarde. Comemos uma quentinha fria, uma carne dura... comemos no ônibus. Foi a hora que ele foi comer. É uma disposição, um vigor muito grande, difícil de explicar Sou bem mais nova que ele passei 4 dias na Caravana já estou cansada”, admitiu.

Comentários