Saúde

SAMU de Teresina restabelece atendimento através do 192

São cinco linhas disponibilizadas para que a população possa fazer chamadas de urgência e emergência
Fonte: Prefeitura de Teresina | Editor: Redação 09/10/2017 13:07
Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMU Serviço de Atendimento Móvel de Urgência - SAMUFoto: Reprodução

Está normalizado o atendimento das chamadas telefônicas para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Teresina através do número 192. São cinco linhas disponibilizadas para que a população possa fazer chamadas de urgência e emergência solicitando os serviços. Por dia, o SAMU realiza em média 70 remoções e 100 orientações por telefones.

No sábado pela manhã a rede de telefonia do SAMU ficou sem funcionar devido a ação de vândalos. Os cabos da rede telefônica foram danificados atingindo toda a região da Macaúba e a Fundação Municipal de Saúde (FMS) disponibilizou um telefone celular para que os serviços não fossem interrompidos. No início da tarde a empresa responsável montou uma rede de emergência com 3 linhas de telefone somente para atender o SAMU.

A central de atendimento 192 do SAMU funciona 24 horas com 16 colaboradores. Durante o dia trabalham três médicos, um operador de rádio e quatro telefonistas auxiliares de regulação médica. Durante a noite são dois médicos, um rádio operador e quatro telefonistas auxiliares de regulação médica atendem a população.

O SAMU Teresina tem 10 anos e seu quadro de pessoal é composto por 34 médicos, 28 enfermeiros, 81 condutores, 81 técnicos de enfermagem, 7 técnicos administrativos e 29 telefonistas auxiliares da regulação médica. Atualmente, a frota do SAMU Teresina conta 12 ambulâncias, sendo nove de suporte básico e três de suporte avançando. O serviço dispõe ainda de duas motolâncias, motos pilotadas por técnicos de enfermagem. Cada ambulância fica responsável por uma determinada área abrangendo vários bairros.

As ambulâncias do SAMU devem ser acionadas para atendimentos de urgência e emergência como acidentes traumáticos, intoxicações por produtos perigosos, queimaduras graves e choques elétricos. Os pacientes com problemas cardiorrespiratórios e hipertensão arterial devem ser encaminhados ao serviço de saúde por intermédio do SAMU sempre que apresentarem quadros de crise.

Comentários