Política

Professora monta comitê no Dirceu para anular impeachment de Dilma

Grupo de militantes de esquerda vai para Brasílía dia 11 para grande ato contra o governo e pela volta de Dilma
Fonte: Luiz Brandão | Editor: Luiz Brandão 01/10/2017 20:22
Lourdes Melo consegue assinaturas pela anulação do impeachment de Dilma Lourdes Melo consegue assinaturas pela anulação do impeachment de DilmaFoto: Divulgação

Com a derrocada catastrófica do governo de Michel Temer (PMDB), que chegou ao poder por um golpe parlamentar, a luta para a anulação do impeachment da presidente eleita Dilma Rousseff (PT) vem tomando corpo em todo o País. Várias atividades para anular a derrubada da presidente estão sendo realizadas em todo o Brasil.

Neste domingo (01.10), como já fez em vários lugares, a professora Lourdes Melo instalou o que ela chama de "Comitê Contra o Golpe" no mercado do Dirceu Arcoverde, na Sudeste de Teresina, para coletar assinaturas em um documento nacional que pede a anulação do impeachment da presidente Dilma.

A instalação do "Comitê Contra o Golpe" ocorreu pela manhã. Durante todo o dia a professora e outros militantes do PCO permsneceram no local. Ela e seus companheiros só sairam de lá quando o movimento no mercado acabou.

A reportagem do PIAUÍ HOJE tentou, mas não consegui contato com Lourdes Melo para saber quantas pessoas assinaram a petição para anulação do impeachment de Dilma.

Pelas redes sociais, Lourdes Melo informa que no próximo domingo, dia 8, haverá uma feijoada, no Clubes dos Professores, com o objetivo de arrecadar dinheiro para bancar a viagem de um grupo que vai para Brasília, dia 11, participar de uma grande manifestação "contra o golpe e pela anulação do impeachment de Dilma Rousseff.

MILITÂNCIA CONSTANTE - Aos 64 anos, a professora Lourdes Melo, presidente do Partido da Causa Operária (PCO) no Piauí, é um exemplo de militância, tanto em partido político quanto nos movimentos sociais da esquerda.

Tida como "radical", Lourdes foi da fundação do PT, onde se manteve como filiada por vários anos e saiu por discordar de posturas adotadas pelo PT, principalmente as coligações com os "partidos tradicionais e de direita, como PMDB e PP".

Ríspida, direta e sem papas na lingua a professora diz a que "o PT se juntou com tudo que não presta na política do Brasil".

Mesmo com suas duras críticas verdadeira ao PT, ela participa de muitas atividades e manifestações organizadas pelos petistas. A professora não para e é presença constante em todos os movimentos e lutas em defesa dos trabalhadores.

Logo que saiu do PT Lourdes Melo procurou um partido "mais à esquerda". Filiou-se e assumiu a Presidência do PCO, partido para o qual tem uma dedicação invejável.

"Se todos os partidos de esquerda tivesse militantes tão dedicados quanto a Professora Lourdes se dedica ao PCO a história do País atualmente seria outra", diz o também professor Antônio José Medeiros, um dos fundadores do PT no Piauí.

Comentários