Política Nacional

Bolsonaro aparece em foto com preso pela morte de Marielle

Expulso da PM por suspeita de ligação com milícia e tráfico de drogas, Élcio Queiroz publicou foto com Bolsonaro em 4 de agosto de 2018
Fonte: Revista Fórum | Editor: Da redação 12/03/2019 12:35
Elcio Queiroz com Bolsonaro em foto publicada durante a campanha Elcio Queiroz com Bolsonaro em foto publicada durante a campanhaFoto: Revista Forum

Preso por dirigir o carro da emboscada que matou a vereadora Marielle Franco (PSol) e o motorista Anderson Gomes, o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz publicou em sua página no Facebook em 4 de agosto de 2018, durante a campanha eleitoral, uma foto com Jair Bolsonaro (PSL). Após a prisão dele e do executor dos disparos, o sargento da PM reformado, Ronnie Lessa, o perfil desapareceu da rede.

A foto teria sido tirado em 2011, quando Élcio ainda atuava na polícia militar fluminense. No mesmo ano, ele foi alvo de prisão preventiva no âmbito da Operação Guilhotina, que investigou conexões de policiais com traficantes de drogas, milícias e com a máfia dos caça níqueis. Em 2015, foi expulso da PM.

Em 2017, a Justiça do RJ negou, em decisão de segunda instância, um pedido de Élcio e de outros policiais para que decisão de expulsá-los da PM fosse revista.

No Facebook, Élcio mostrava-se como um crítico de organizações de direitos humanos e defensor de ações violentas PM do Rio de Janeiro.

Na rede, ele defendeu, por exemplo, uma ação do Batalhão de Operações Policiais Especiais que terminou com nove mortes, em novembro de 2016. “Será que alguém dos ‘Direitos dos Manos’ poderia colaborar?”, escreveu Élcio, ao compartilhar uma foto com texto que ironizava a ação de ONGs de defesa dos Direitos Humanos.

Em setembro de 2018, antes das eleições, publicou o vídeo de uma música do cantor Paulo Ricardo ao então candidato do PSL. “Homenagem de Paulo Ricardo(RPM)ao Capitão Bolsonaro!”, escreveu.

Comentários

Apoio: