Política Nacional

Presidenciáveis repudiam atentado contra Bolsonaro

Os candidatos a Presidência condenaram o ato de violência
Fonte: G1 | Editor: Paulo Pincel 06/09/2018 17:50
Bolsonaro é esfaqieado em Juiz de Fora Bolsonaro é esfaqieado em Juiz de ForaFoto: Fabio Motta/Estadão

Os candidatos a presidência da República repudiaram o atentado contra o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que levou uma facada na barriga durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na tarde desta quinta-feira (6).

Nas redes sociais ou em nota, os presidenciáveis condenaram a agressão. Veja a repercussão do caso:

Alvaro Dias✔@alvarodias_

Sobre o episódio da facada no candidato Jair Bolsonaro, quero afirmar aqui que repudio todo e qualquer ato de violência. Por isso a violência nunca deve ser estimulada. Eu não estimulo.

Ciro Gomes✔@cirogomes

Acabo de ser informado em Caruaru, Pernambuco, onde estou, que o Deputado Jair Bolsonaro sofreu um ferimento a faca. Repudio a violência como linguagem politica, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam o ou os responsáveis por esta barbárie.

Geraldo Alckmin✔@geraldoalckmin

Política se faz com diálogo e convencimento, jamais com ódio. Qualquer ato de violência é deplorável. Esperamos que a investigação sobre o ataque ao deputado Jair Bolsonaro seja rápida, e a punição, exemplar.

Guilherme Boulos 50✔@GuilhermeBoulos

Soube agora do que ocorreu com Bolsonaro em Minas. A violência não se justifica, não pode tomar o lugar do debate político. Repudiamos toda e qualquer ação de ódio e cobramos investigação sobre o fato.

Fernando Haddad✔@Haddad_Fernando

Repudio totalmente qualquer ato de violência e desejo pronto restabelecimento a Jair Bolsonaro.

Henrique Meirelles✔@meirelles

Desejo pronta recuperação a Jair Bolsonaro. Lamento todo e qualquer tipo de violência. O Brasil precisa encontrar o equilíbrio e o caminho da paz. Temos que ter serenidade para apaziguar a divisão entre os brasileiros.

João Amoêdo 30✔@joaoamoedonovo

É lamentável e inaceitável o que aconteceu com o Jair Bolsonaro. Independentemente de divergências políticas, não é possível aceitar nenhum ato de violência.
Que o agressor sofra as devidas punições. Meus votos de melhoras para o candidato.

Marina Silva 18✔@MarinaSilva

A violência contra o candidato Jair Bolsonaro é inadmissível e configura um duplo atentado: contra sua integridade física e contra a democracia.

João Goulart Filho, candidato à Presidência pelo PPL

"Repudiamos todo ato de violência contra qualquer ser humano. Quem já sentiu na carne a crueldade da violência não pode compactuar com tais atos. Esperamos uma apuração célere e punição exemplar dos responsáveis."

Vera Lúcia, candidata à Presidência pelo PSTU

"Deve ser totalmente repudiada a agressão com uma faca ao candidato Jair Bolsonaro (PSL). Consideramos inaceitável esse tipo de coisa em meio à disputa eleitoral em curso. O PSTU acredita também que a pregação do próprio Bolsonaro a favor de resolver tudo à bala, de 'fuzilamento dos petralhas', entre outras mensagens de ódio, acaba por estimular este tipo de atitude da qual ele agora é vitima, embora não a justifique."

Manuela✔@ManuelaDavila

A eleição deve ser espaço de debate de alternativas para o nosso país, não de ódio e violência. Lamentável o episódio envolvendo candidato à presidência Jair Bolsonaro hoje. Condenamos ataques a qualquer candidatura. A violência e o ódio não servem para o Brasil e nosso povo.

4:55 PM - Sep 6, 2018

2,823

943 people are talking about this

Twitter Ads info and privacy

João Doria✔@jdoriajr

Transmito a minha solidariedade ao deputado Jair Bolsonaro e aos seus familiares. Eleição não se faz com agressão. A covardia de um ato que agride um candidato deve ser condenada com veemência.

4:53 PM - Sep 6, 2018

1,139

215 people are talking about this

Twitter Ads info and privacy

Michel Temer, presidente da República

"Isto revela algo que nós devemos nos conscientizar, porque é intolerável exatamente a intolerância que tem havido na sociedade brasileira. É intolerável que as pessoas falseiem dados durante campanha eleitoral. É intolerável que, nós vivemos num estado democrático de direito que não haja possibilidade de uma campanha tranquila."

Márcio França, governador de SP

"Condeno a violência praticada contra o candidato Jair Bolsonaro, um atentado contra a democracia, um sistema político baseado no debate de ideias pelas palavras e pelo voto, jamais pelas armas ou pela intolerância."

Antonio Anastasia, senador pelo PSDB-MG

"O atentado ocorrido há pouco contra o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro é condenável e inaceitável. Independentemente de qual posição defende, nós não podemos aceitar, jamais, sob nenhum pretexto ou desculpa, uma situação dessa, com o risco de, do contrário, colocarmos em xeque a própria democracia, conquistada por muitos brasileiros a duras penas. Fica, dessa forma, não só a minha solidariedade, mas minha cobrança enfática de uma apuração cuidadosa e pormenorizada para identificação do criminoso e sua célere punição, na forma da Lei."

Executiva Nacional do PSOL

"A agressão sofrida pelo candidato do PSL, Jair Bolsonaro, configura um grave atentado à normalidade democrática e ao processo eleitoral. Nosso partido tem denunciado a escalada de violência e intolerância que contaminou o ambiente político nos últimos anos. Por isso, não podemos nos calar diante deste fato grave. Repudiamos esse ataque contra o candidato do PSL e esperamos das autoridades as medidas cabíveis contra seu autor."

Claudio Lamachia, presidente da OAB

"A Ordem dos Advogados do Brasil manifesta repúdio ao ato de violência praticado contra o candidato Jair Bolsonaro. A democracia não comporta esse tipo de situação. A realização das eleições em ambiente saudável depende da serenidade das instituições e militantes políticos. O processo eleitoral não pode ser usado para enfraquecer a democracia. Neste momento, cabe a reflexão a respeito do momento marcado por extremismos, por discursos de ódio e apologia à violência. Tudo isso apenas estimula mais violência, numa situação que prejudica a todos. A OAB acompanha atenta o desdobramento desse fato. É preciso que todas as forças políticas possam participar do pleito e que os eleitores tenham assegurado o direito à livre escolha."

Comentários