Política

PP vai votar contra mensagem do Governo que eleva ICMS

Júlio Arcoverde, Belê Medeiros e B.Sá vão votar contra o governo
Fonte: Paulo Pincel 24/10/2017 13:30
Belê Medeiros, Júlio Arcoverde e B. Sá votam contra o governo Belê Medeiros, Júlio Arcoverde e B. Sá votam contra o governoFoto: Paulo Pincel

Os três deputados estaduais do Partido Progressista – Belê Medeiros, B. Sá e Julio Arcoverde - vão votar contra o aumento do ICMS de vários produtos – inclusive comunicação, combustíveis e cigarros - proposto pelo governador Wellington Dias há duas semanas.

O presidente do PP no Piauí, Júlio Arcoverde, por telefone, comunicou a decisão, ao senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP. A decisão do partido foi tomada após a reunião com B.Sá e Belê Medeiros e comunicada à vice-governadora Margarete Coelho

O PP é o primeiro partido da base do governo a votar contra o aumento da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços proposto pelo governo.

Outros partidos da base governista também podem seguir o mesmo caminho do PP, pressionados por empresários – muitos ocuparam cadeiras destinadas aos deputados na sala da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira (24).

Mais cedo durante a reunião da Comissão de Constituição e Justiça, os deputados Evaldo Gomes (PTC) e Robert Rios (PDT) discutiram de maneira acirrada na sala da CCJ.

Evaldo Gomes presidia a reunião da CCJ e pretendia colocar a constitucionalidade da proposta em votação, mas Robert Rios reagiu e impediu que a votação acontecesse.

Na quinta-feira (26), a CCJ realiza reunião extraordinária para votar o projeto nº 40, que institui o Programa de Recuperação de Créditos Tributários e eleva aas alíquotas do ICMS.

Comentários