Polícia

PMs que sumiram com R$ 300 mil do BNB serão ouvidos

A audiência acontece no dia 17 de abril
Fonte: Alinny Maria 07/03/2018 09:55
O assaltante preso e o dinheiro do assalto: 300 mil sumiram O assaltante preso e o dinheiro do assalto: 300 mil sumiramFoto: Montagem

Está marcada para o dia 17 de abril a primeira audiência de instrução dos dois policiais suspeitos de se apropriarem de R$ 300 mil apreendidos durante assalto ao Banco do Nordeste da avenida João XXII, em Teresina, em dezembro do ano passado.

De acordo com o Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), foram retirados pelos assaltantes R$ 717.329,66 do banco e apenas R$ 412 mil foram entregues. O criminoso foi preso em flagrante no momento em que deixava a instituição financeira com sacos cheio de dinheiro.

Segundo as investigações, o cabo Wanderley Rodrigues da Silva e o soldado Erasmo de Morais Furtado, ambos lotados no 5º Batalhão de Polícia Militar, tiveram acesso direto com o dinheiro levado pelos bandidos. Eles descumpriram o procedimento e tiveram tempo para desviar parte do dinheiro.

Ainda segundo a denúncia do Ministério Público, o cabo Wanderley ordenou que o preso fosse na viatura conduzida pelo próprio cabo. Na ida para a delegacia, o caminho foi desviado para o 5º BPM, local onde o dinheiro foi transferido para a viatura do comandante do Batalhão, na época era o Major Flávio Pessoa. Após isso, o cabo levou o preso para a sede do Greco. O desvio da rota até a delegacia foi comprovado através da quebra de sigilo telefônico.

Apesar de o comandante do 5º Batalhão ter sido citado nas investigações, não foi comprovado que houve a participação dele na ação, portanto ele é considerado inocente até o momento.

Comentários