Política

Pai e mães de santo deixam a Câmara reclamando desrespeito

Fonte: Redação 06/09/2017 14:00
Câmara Municipal de Teresina Câmara Municipal de TeresinaFoto: Paulo Pincel

Indignados com a “falta de respeito” dos vereadores, pais, mães e filhos de santo, vestidos com saias rodadas e turbantes brancos, além de ornamentados com anéis, colares e “guias” de seus orixás, deixaram o Palácio Senador Chagas Rodrigues, sede da Câmara Municipal de Teresina, no centro da capital, por volta das 10h desta quarta-feira (6), sem debater os direitos e o respeito às religiões de matriz africana. A votação de uma pauta extensa impediu a realização da audiência pública com os representantes dos mais de 500 terreiros existentes na capital.

O vereador Venâncio Cardoso (PP), autor da proposta convocando o debate, pediu desculpas aos presentes e deixou a cargo deles a definição de uma nova data para a audiência.

A mãe de Santo Rutineia de Iansã lamentava o desrespeitou com as religiões e crenças existentes no Brasil e no Piauí, independente da convicção ou preferência de cada um. A mãe de santo lembrou que os terreiros recebem muitas reclamações, inclusive incursões da polícia, por denúncia de moradores contra o barulho dos tambores durante as sessões, por puro preconceito contra essas religiões de origem africana, como a umbanda e o candomblé..

Comentários