Mundo

ONU afirma que Coreia do Norte continua com programa nuclear

Segundo o documento, sanções contra o país foram 'ineficazes'
Fonte: AFP | Editor: Redação 06/02/2019 09:50
Kim Yo Jong Kim Yo JongFoto: The Epoch Times

A ONU relatou em documento enviado nessa terça-feira (5) para o Conselho de Segurança que o programa nuclear da Coreia do Norte "continua intacto" e que o país usa aeroportos e outras instalações para proteger as suas armas contra possíveis ataques. O relatório conclui que as sanções contra o país foram "ineficazes". Segundo os documentos, aos quais a 'AFP' teve acesso, o governo de Kim Jong-un adquiriu remessas ilegais de produtos petrolíferos e vendeu carvão, mesmo após sanções impostas pela ONU, além de violar um embargo de armas.

"O programa nuclear e de mísseis balísticos da República Popular Democrática da Coreia continua intacto", informa o relatório. "O painel descobriu que a Coreia do Norte está usando instalações civis, incluindo aeroportos, para montar mísseis balísticos e testá-los com o objetivo de efetivamente evitar atentados à 'decapitação'", completou. O documento foi emitido justamente quando o presidente dos Estados Unidos Donald Trump se prepara para um segundo encontro com Kim Jong-un, ainda no final deste mês, com objetivo de fazer progressos na desnuclearização da Coreia do Norte.

O governo dos Estados Unidos promoveu uma série de sanções econômicas contra a Coreia do Norte na ONU por conta de testes nucleares e lançamentos de mísseis balísticos em 2017. Contudo, o relatório mostra que o país asiático seguiu realizando trocas ilegais de petróleo, gasolina e carvão por meio de uma rede de navios. "Essas violações tornam ineficaz as últimas sanções das Nações Unidas", conclui o relatório.

Comentários

Matérias Relacionadas