Cidade

Oficinas lotadas por causa dos buracos em Teresina

Os motoristas amargam prejuizos elevados com o reparo dos veículos
Fonte: Redação | Editor: Redação 17/04/2017 17:50
Oficinas lotadas em Teresina Oficinas lotadas em TeresinaFoto: Paulo Pincel

As oficinas mecânicas que trabalham com reparo da suspensão de automóveis em Teresina estão superlotadas. A reclamação dos proprietários de veículos é a mesma: a grande quantidade de buracos nas ruas e avenidas da capital. Quem viajou na Semana Santa também deu de cara com muitos trechos esburacados ao longo das rodovias federais e estaduais que cortam o Piauí

São verdadeiras "crateras" que surgiram nesses últimos dias, quando as chuvas se intensificaram e provocaram enxurradas, alagamentos e prejuízos em vários municípios do Piauí, onde o asfalto foi levado pelas águas.

O jornalista Paulo Pincel, editor do portal PIAUIHOJE.COM, foi vítima de uma dessas "armadilhas" em Teresina. "Estavamos retornando do Saci para o Morada Nova, quando caimos num 'valão' no meio da rua que passa sob o viaduto do Lourival Parente (Rua Ivan Tito de Oliveira). O buraco parece um poço de tão profundo”, lembra.

O prejuízo foi grande: pneu furado, roda empenada, calha amassada, pivô danificado, beleta quebrada, coxim do amortecedor perdido, “tudo foi pro brejo”, lamenta o jornalista.

“Já vamos gastando mais de R$ 940,00 e ainda falta é coisa. O pior é que o buraco continua lá! Quem paga a conta dessa falta de manutenção das vias públicas da cidade? Somos todos nós. Eu, você, todo mundo que tem carro. E até quem não tem: quantos morreram vítimas de carros desgovernados depois de cair nessas armadilhas? Quantos não foram atropelados por carros que desviaram de buracos?”, questiona, depois de perder a segunda-feira consertando o carro.

"Além do tempo perdido em oficina, o prejuízo financeiro. Já é a segunda vez que reparo a suspensão do meu carro só este ano. Tá ficando cara demais essa conta. Vou mandar cobrar no Palácio da Cidade", brinca.

Suspensão quebrada: rotina nas oficinas
Suspensão quebrada: uma rotina nas oficinas mecânicas da capital piauiense

O que sobrou da suspensão da picape
O que sobrou da suspensão da picape

Comentários