Política

Obras do Luz para Todos são retomadas em Belém do Piauí

Programa prevê a universalização do acesso e uso da energia elétrica nos municípios
Fonte: APPM | Editor: Paulo Pincel 25/09/2018 12:49
Obras doi Obras doiFoto: APPM/Divulgação

Famílias que residem em comunidades situadas na zona rural do município de Belém do Piauí e que ainda convivem com a escuridão, tiveram suas esperanças renovadas com a retomada das obras do programa de universalização do acesso e uso da energia elétrica em áreas rurais, o ‘Luz Para Todos’.

É o que relata Valdeci Carvalho, de 54 anos, residente na comunidade Pajeú, distante cerca de 8 quilômetros da cidade, uma das que serão beneficiadas nessa etapa de expansão da rede de energia elétrica.

O agricultor não só acompanha de perto o andamento das obras, como também, tem contribuído com seu trabalho voluntário. Com uma foice em mãos, ele enfrenta o sol forte e abre caminho na vegetação seca para os funcionários da empresa que executa a obra possam realizar o serviço de topografia e de marcação dos locais onde serão implantados os postes. “Tô ajudando pra ver se chega logo lá em casa”, disse.

Valdeci sonha em ter energia em sua casa para poder comprar uma geladeira para refrigerar os alimentos. Ele relata que vai quase que diariamente na cidade comprar alimentos como a carne, que poderiam ser conservados na geladeira. “Puxando energia vai melhorar muito. Eu ‘tô’ animado e com esperança que agora vai. A Deus querer, daqui uns dias nós vamos sair da escuridão. Quando chegar energia nós vamos ficar mais sossegados”, disse o agricultor.

Em visita ao local onde as obras estão em andamento, o prefeito Ademar Carvalho afirmou que lutou muito pela retomada das obras, por considerar o benefício da energia na qualidade de vida da população. “A energia era o que eles [os moradores] mais cobravam da gente”, relatou.

A meta, segundo o gestor, é atender 100% do município. Nessa etapa serão beneficiadas cerca de 60 famílias, além de escolas e poços tubulares nas comunidades Lagoa Grande, Jurema, Serrote, Casa Nova, Retiro II e Pajeú. “Nós vamos aposentar a lamparina e acender a luz”, disse.

Ademar salientou que, com a chegada da energia, o abastecimento de água dessas comunidades também será melhorando, a partir da eletrificação dos equipamentos dos poços. “São muitos os benefícios. Com a energia tudo melhora. Nós vamos utilizar as tecnologias para melhorar os serviços e garantir mais qualidade de vida para os moradores”, disse.

Comentários