Municípios

Número de homicídios contra mulheres cresce em Picos

Em 2017 foram assassinadas em Picos: a garota de programa, Vera da Silva Bispo, e a dona de casa, Jarnicleide de Holanda Leal, de 25 anos.
Fonte: Riachaonet | Editor: Redação 30/12/2017 09:04
Disparo de arma de fogo Disparo de arma de fogoFoto: Reprodução

Dos 17 assassinatos registrados até agora na cidade de Picos dois tiveram vítimas do sexo feminino. Comparado a 2016, quando apenas uma mulher foi morta no município picoense – a garota de programa, Taciana Maria de Alencar –, houve um crescimento de 100%.

Em 2017 foram assassinadas em Picos: a garota de programa, Vera da Silva Bispo, e a dona de casa, Jarnicleide de Holanda Leal, de 25 anos. O corpo de Vera Silva foi encontrado carbonizado próximo a Passarela, no dia 05 de outubro, e Jarnicleide de Holanda acabou morta dentro de casa pelo ex-marido com um tiro de espingarda na cabeça, no bairro Umari, no dia 02 maio.

Em relação ao bárbaro assassinato de Vera o laudo da polícia civil apontou que ela foi queimada ainda viva. Segundo a representante da Associação das Profissionais do Sexo de Picos (APROSEP), Leonísia Osório, a polícia civil já tem algumas pistas sobre o caso que chocou o Estado do Piauí. Mas até o momento nenhum suspeito foi preso.

No que diz ao homicídio de Jarnicleide o ex-marido da vítima, José Adriano dos Santos, de 46 anos se apresentou três dias depois do assassinato e confessou o crime. Apesar de ter passado o flagrante ele acabou surpreendido por um mandado de prisão temporária e foi recolhido a Penitenciária José de Deus Barros.

Comentários

Matérias Relacionadas