Cidade

Motoristas e cobradores decidem adiar paralisação

As paralisações estavam previstas para ocorrer durante todo mês de outubro
Fonte: Sintetro | Editor: Alinny Maria 02/10/2017 10:21
Ônibus em Teresina Ônibus em TeresinaFoto: Alinny Maria

Motoristas e cobradores do transporte coletivo de Teresina decidiram adiar o início das paralisações que devem ocorrer durante todo mês de outubro. Incialmente as paralisações iriam começar a partir do dia 1º de outubro e seguir até o final do mês, mas agora a categoria só irá paralisar as atividades após o resultado da audiência pública na Câmara Municipal de Teresina, que acontece na próxima terça-feira, dia 10.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro), Fernando Feijão, a audiência tem o objetivo de discutir a insegurança no transporte coletivo e chamar a atenção das autoridades sobre o alto número de assaltos à ônibus registrados em Teresina.

Segundo a Sintetro, cada três dias um ônibus é assaltado na capital e o prejuízo vai para o bolso dos cobradores que têm que ressarcir à empresa o valor levado pelos criminosos.

No dia 21 de setembro, a categoria decidiu, em assembleia geral, que durante o mês de outubro realizará paralisações diárias em vários pontos da cidade com o intuito de cobrar segurança nos transportes coletivos. A paralisação só vai ocorrer caso as autoridades não apresentem soluções para o problema.

A categoria cobra a implantação do “botão do pânico” nos coletivos, que foi prometido pela Câmara Municipal de Teresina em audiência pública ocorrida em fevereiro deste ano. O dispositivo contribui a coibir ações criminosas dentro dos ônibus, pois o motorista pode acionar o botão e a viatura da polícia que estiver mais próxima, vai até o local.

Comentários