Política Nacional

Ministros do Supremo passam a contar com área VIP em aeroporto

Segundo a Corte, espaço foi solicitado por motivos de segurança e custa R$ 374,6 mil por ano aos cofres públicos
Fonte: Notícias ao Minuto | Editor: Redação 07/06/2018 14:19
Gilmar Mendes Gilmar MendesFoto: Nexo Jornal

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) passaram a contar com uma "área VIP" no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília. O espaço, que segundo a Corte foi solicitado por motivos de segurança, custa R$ 374,6 mil por ano aos cofres públicos.

De acordo com informações de O Globo, antes, integrantes do Supremo já contavam com uma sala especial no terminal, mas nela eles ainda tinham de esperar o embarque, na fila, com os demais passageiros.

“Toda a questão em torno do uso do embarque no Terminal 2 está relacionado à segurança dos ministros”, explicou a assessoria.

Agora, os ministros aguardam a hora de embarcar em espaço reservado, depois são levados de van até o local onde está o avião da companhia aérea, e têm acesso à aeronave por meio de uma escada lateral no finger.

Os membros do STF ganharam notoriedade a partir do mensalão, exposição que só cresceu com a Lava Jato. Em março último, o ministro Edson Fachin chegou a sofrer ameaças. "Nos dias atuais, uma das preocupações que tenho não é só com julgamentos, mas também com a segurança de membros de minha família. Tenho tratado deste tema e de ameaças que têm sido dirigidas a membros de minha família", disse Fachin, à época, em entrevista à Globonews.

Comentários

Matérias Relacionadas