Esportes

Justiça mantém Eurico Miranda e dá 10 dias para Vasco se defender

Vice-presidente é acusado pelo órgão de possuir um estreito elo com a organizada Força Jovem, que está suspensa das praças esportivas brasileiras
Fonte: Folhapress | Editor: Redação 15/09/2017 09:28
Eurico Miranda Eurico MirandaFoto: Zero Hora

Denunciado pelo Ministério Público com um pedido de destituição imediata do Vasco, bem como de seus vice-presidentes, Eurico Miranda, por ora, segue mantido na presidência do clube. Por decisão do juiz Guilherme Schilling Pollo Duarte, do Juizado do Torcedor, estipulou-se um prazo de 10 dias para o clube apresentar sua defesa.

Eurico é acusado pelo órgão de possuir um estreito elo com a organizada Força Jovem, que está suspensa das praças esportivas brasileiras. Os promotores do MP acreditam que o dirigente emprega membros da torcida e cede camarotes de São Januário para a facção.

O Vasco, por sua vez, emitiu uma nota oficial classificando a ação como "inacreditável" e insinuou que a atitude teve motivação política, uma vez que o clube está há menos de dois meses da eleição. Justamente nesta quinta-feira (14), às 20h, num clube português na Zona Norte do Rio de Janeiro, Eurico Miranda irá lançar oficialmente sua candidatura à reeleição. O nome de sua chapa se chamará "Reconstruindo o Vasco".

Comentários