Esportes

Jornal espanhol elogia Brasil e diz que time não depende de Neymar

Para o “Marca”, o técnico Tite tem nas mãos um “timaço”; veja os movitos
Fonte: Noticias ao minuto | Editor: Redação 29/03/2018 15:31
Seleção Brasileira Seleção BrasileiraFoto: Reprodução

A edição desta quinta-feira (29) do jornal espanhol “Marca” apontou o Brasil, ao lado da Espanha, como o “grande favorito” ao título da Copa do Mundo Rússia 2018. A publicação listou sete motivos para justificar a força da seleção brasileira. Confira a seguir:

1 - Equipe sem rachaduras

Tite recuperou jogadores que tinham perdido a confiança com Dunga. O Marca dá como exemplo Thiago Silva, que voltou a ser um dos melhores do mundo na posição. Além disso, o jornal destaca o bom momento dos também zagueiros Miranda e Marquinhos. Dando segurança a zaga e a saída de bola, aparecem Casemiro e Paulinho.

2 - Time com goleiro

O Marca destacou a boa fase do goleiro Alisson, da Roma.

3 - Convocando os melhores

A publicação diz que Tite tem convocado os melhores jogadores e lembra que Dunga não levou Marcelo para o Mundial de 2014 por ter problemas pessoais com o lateral, e Scolari não convocou Coutinho em 2014, já jogando em alto nível.

4 - Não depende de Neymar

A seleção, aos olhos do Marca, não depende de Neymar para jogar bonito, o que ficou comprovado no amistoso contra a Alemanha. O Brasil mostrou segurança e talento ao vencer a seleção alemã por 1 a 0, sem o craque do PSG em campo.

5 - Um 9 de respeito

Gabriel Jesus é um dos destaques. O jornal aponta que a seleção brasileira voltou a encontrar um centroavante goleador, um camisa 9, após o fiasco de 2014 com Fred, hoje no Cruzeiro.

6 - Confiança recuperada

O jornal destaca que o Brasil recuperou sua confiança totalmente quando venceu a Alemanha na última terça, afastando de vez o fantasma do “7 a 1”.

7 - Treinador sem polêmica

Por fim, o Marca aponta que a seleção brasileira tem um treinador livre de problemas e controvérsias. Para o jornal, Tite tem o respeito de todos os jogadores e também da torcida.

Comentários