Política

Força Tarefa da Topique revela: desvio de dinheiro continua

Força Tarefa que atuou na "Operação Topique", concedeu coletiva nesta terça-feira (29)
Fonte: MPF-PI | Editor: Paulo Pincel 29/01/2019 15:58
Entyrevista coletiva na sede do Ministério Público Federal, em Teresina Entyrevista coletiva na sede do Ministério Público Federal, em TeresinaFoto: Reprodução/Roberta Aline/Cidadaverde.com

A Força Tarefa que atuou na "Operação Topique", concedeu entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (29), na sede do Procuradoria Geral da República, na zona Leste de Teresina, sobre a decisão do juiz Agliberto Gomes Machado, da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí, que acatou a denúncia do Ministério Público Federal contra 22 suspeitos de participar de um esquema que desviou R$ 120 milhões de recursos públicos que deveria ser usado no transportes de estudantes das escolas públicas.

Três ex-prefeitos - de Campo Maior, Paulo Martins; de Miguel Alves, Salete Rego; e de Fronteiras, Eudes Agripino, foram denunciados por lavagem de dinheiro e corrupção passiva.

Entre os denunciados está o dono da empresa Locar Transportes, Luiz Carlos Magno Silva, que seria o chefe da organização criminosa, e Lívia de Oliveira Saraiva, da empresa RH.

O procurador da República Marco Aurélio Adão, coordenador da Força Tarefa, adiantou que haverá novos desdobramentos da Operação Topique, com outas empresas e contratos sendo investigados na Secretaria de Estado da Educação.

Marco Aurélio disse que Operação Lava Jato serviu de “inspiração” para as investigações da Topique, que terão “início, meio e fim”. “É um esquema atual que continua causando danos ao erário público”, revelou o procurador.

Os 22 denunciados por corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa: Luiz Carlos Magno Silva, Lívia de Oliveira Saraiva, Raimundo Félix Saraiva Filho, Lana Mara Costa Sousa, Raimundo Félix Saraiva Filho, Paula Rodrigues de Sousa,Suyana Soares Cardoso, Samuel Rodrigues Feitosa, Luiz Gabriel Silva Carvalho, Francisca Camila de Sousa Pereira,- Charlene Silva Medeiros, João Gabriel Ribeiro Coelho, Lisiane Lustosa Almendra, Marcos Eugênio Castro da Costa,Eudes Agripino Ribeiro, Kelson Vieira da Macêdo, Francisco José Cardoso da Rocha, Gabriela Medeiros Pereira da Silva, – Maria Salete Rêgo Medeiros Pereira da Silva,Jilton Vitorino de França, Iremá Pereira da Silva, Paulo Cézar de Sousa Martins,Antônio Francisco dos Reis Silva. O juiz Agliberto Gomes Machado acatou a denúncia na sexta-feira (25) concedeu um prazo de dez dias para que os réus apresentem suas defesas.

“O volume de documentos e de mídias que a gente conseguiu apreender na primeira fase é muito grande. Então tem muita coisa a ser avaliada ainda, muita coisa a ser analisada. Então muito tem-se pela frente ainda”, revelou o delegado da Polícia Federal, Leonardo Leite.

Comentários