Saúde

FMS quer melhorar marcação de consultas na capital

A atividade acontece de 8h às 12h e de 14h às 18h no auditório da Fundação Municipal de Saúde
Fonte: Prefeitura de Teresina | Editor: Redação 14/09/2017 12:24
Sede da Fundação Municipal de Saúde em Teresina Sede da Fundação Municipal de Saúde em TeresinaFoto: Reprodução

Todos os profissionais das salas de marcação de consultas das Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Teresina se atualizam durante todo o dia de hoje, 14, e amanhã, 15, no que se refere à operacionalização do Gestor Saúde, programa online de marcação de consultas especializadas. A atividade acontece de 8h às 12h e de 14h às 18h no auditório da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

“A atualização dos profissionais tem como finalidade torná-los ainda mais capazes de operar o programa gestor saúde. Eles precisam estar atualizados sobre as mudanças que estão sendo implementadas pela Central de Regulação do SUS”, afirma Kledson Batista, da Gerência de Informação em Saúde da Atenção Básica (GISAB), da FMS. O profissionais atuam nas salas de marcação de consultas das unidades básicas de saúde municipais, ou seja, são os marcadores do gestor saúde online.

Antes das mudanças implementadas pela Central do SUS, qualquer pessoa que tivesse senha poderia acessar o gestor saúde de qualquer máquina de computador ou mesmo de tablet ou celular. “Por questões de segurança, a nova gestão da FMS resolveu que agora somente os computadores das unidades de saúde com IP cadastrado no setor de Tecnologia da Informação da FMS podem ter acesso ao gestor saúde”, explica Kledson Batista.

Ele acrescenta ainda que todo sistema de informação tem suas peculiaridades e esse momento de treinamento serve para uniformizar informações em relação ao gestor saúde, uniformizar o processo de trabalho em todas as UBS. “Visando garantir um melhor atendimento à comunidade e uma melhor resolutividade no agendamento de consultas especializadas dentro do SUS na capital”, enfatiza.

MUDANÇAS PARA O USUÁRIO SUS

Técnicos da Diretoria de Regulação Controle Avaliação e Auditoria (DRCAA) da Central de Regulação do SUS foram os responsáveis por ministrar o treinamento aos marcadores de consulta municipais.

Uma novidade para o paciente SUS é que mesmo que a UBS esteja com algum problema de impressão do comprovante de agendamento da consulta especializada, ele poderá ter sua consulta agendada. “Se não houver como imprimir o comprovante de agendamento, é só repassar o número da autorização, que estará no sistema, e colocá-lo legível na guia de requisição médica e logo em seguida o marcador carimba e assina esta guia, que deverá ser levada pelo paciente ao estabelecimento de saúde prestador do serviço especializado”, explica Aloísio Marques, da DRCAA SUS.

Antes do alinhamento entre Central de Regulação e prestadores de serviço SUS somente com o comprovante de agendamento impresso o paciente poderia ser atendido. E quando havia algum problema de impressão na UBS o paciente ficava prejudicado. “O paciente precisa saber dos seus direitos e o que mudou. São os marcadores de consulta das UBS que precisam informa-los. Tendo o número da autorização, que é o que importa no banco de dados já basta para prestação de contas da regulação. A clínica será pega pelo SUS, não precisa de guia impressa, pois todo estabelecimento cadastrado do SUS tem acesso ao gestor saúde e lá vai ter, no banco de dados, a confirmação da marcação da consulta”, afirma Kledson Batista, da Gerência de Informação em Saúde da Atenção Básica (GISAB), da FMS.

No agendamento das consultas especializadas dentro do gestor saúde existe uma escala de prioridades das unidades de saúde prestadoras de serviço da capital. Nas unidades de saúde todos que tem acesso podem ver as vagas dos especialistas disponíveis em até sete dias úteis. E o sistema também dá a data e o horário que o atendimento, consulta, vai ser realizado”, diz Aloísio Marques, da DRCAA SUS.

Comentários

Matérias Relacionadas