Esportes

Flamengo precisa de um zagueiro, mas reforços só depois da Copa

Juan e Réver machucados e Rodholfo expulso são desfalques no rubro-negro
Fonte: Globo Esporte 20/05/2018 11:38
Réver deixa o campo chorando Réver deixa o campo chorandoFoto: Reprodução

Juan, 39 anos. Nas últimas semanas foi desfalque por dores nas costas e, agora, por dores musculares na coxa direita. Réver, 33, já ficou fora de combate por um mês em março - lesão no tornozelo direito - e, agora, está no estaleiro por tempo indeterminado para tratar de luxação na clavícula, que sofreu no primeiro tempo contra o Vasco na noite deste sábado. Fechando o trio, Rhodolfo, 31, que voltou no empate por 1 a 1 no Maracanã depois de quase dois meses parado - a última partida havia sido dia 28 de março, ainda no Carioca. E acabou expulso, tendo que cumprir suspensão diante do Atlético-MG, no sábado.

Simples análise no setor defensivo evidencia a necessidade do Flamengo em buscar zagueiro para o restante da temporada. E traz à tona o debate sobre o planejamento para um ano em que o time tem um calendário desgastante e a disputa da Libertadores.

A avaliação não é de hoje, vem ainda da gestão Rodrigo Caetano. No departamento de futebol, existe a certeza e a cobrança de que essa é uma missão "para ontem". Mas tudo indica que terá de esperar um pouco. Com ofertas e análise de mercado, o investimento que o Flamengo - agora sob comando do diretor Carlos Noval, na pasta de Ricardo Lomba - vai fazer deve mesmo vir de fora do país.

O problema é que qualquer reforço vindo de fora só pode entrar em campo a partir de 16 de julho, quando reabre a janela para transferências de jogadores que vêm do futebol do exterior.

A primeira rodada no pós-Copa do Mundo é dia 18 de julho, contra o São Paulo, no Maracanã.

Dois ou três reforços; Léo Duarte e Thuler em campo

Sem Réver e Juan, além de Rhodolfo suspenso - expulso contra o Vasco -, o Flamengo hoje tem apenas Léo Duarte e Thuler para jogar contra o Atlético-MG, no próximo sábado, em Belo Horizonte. Contra o River Plate, no Monumental, Duarte vai jogar ao lado de Rhodolfo.

A direção do futebol deve recorrer aos zagueiros sub-20 para completarem o banco no próximo fim de semana. Campeão da Copinha e Estadual neste domingo, Matheus Dantas, que fez alguns treinos no profissional, deve ser um dos escolhidos por Barbieri e sua comissão técnica.

Reforços em pauta

O Rubro-Negro evita falar em posições e nomes. Mas, além de um defensor, o clube vai atrás de um lateral, um atacante de lado de campo - para suprir a saída de Everton e a provável ida de Vinicius Junior para o Real Madrid - e um centroavante, já que perdeu Paolo Guerrero, suspenso novamente pela Corte Arbitral do Esporte. O Centro de Inteligência em Mercado coleta dados e mapeia diversos jogadores para levar até Noval e os dirigentes do clube.

Diversos jogadores estrangeiros já foram oferecidos por empresários, mas o Rubro-Negro tinha ideia de repatriar brasileiros. Isto porque tinha cinco jogadores de fora do país - Cuéllar, Trauco, Berrío, Marlos Moreno e Guerrero - até a suspensão do peruano. Sem Guerrero, existe a chance de um dos jogadores contratados ser estrangeiro.

O atleta Réver realizou exames, que constataram uma luxação acromio clavicular, com lesões ligamentares, sem fratura. Foi medicado, imobilizado e será reavaliado na segunda-feira, quando iniciará a fisioterapia no CT.

Comentários