Política

Firmino Filho avisa que não é candidato e apoia Luciano

Prefeito reclama que decisões do PSDB devem ser discutidas internamente
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Alinny Maria 06/04/2018 14:28
Prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB) Prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB)Foto: Paulo Pincel

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB) agradecer a todas as manifestaram de apoio da população, das lideranças políticas e dos amigos á sua candidatura a governador do Piauí, "mas o compromisso firmado na campanha com a população da cidade de Teresina, que passa por grandes dificuldades, está mantido. Vamos honrar o mandato até o final, Portanto, não serei candidato a governador do Piauí".

Firmino Filho afirmou que não pretende deixar o PSDB e vai apoiar o deputado estadual Luciano Nunes, pré-candidato a governador pelo partido. "Tenho uma história bonita de sucesso na cidades de Teresina. Nas últimas sete eleições o PSDB venceu todas elas, em quatro delas eu estive à frente. Como não sou candidato a nada, apoio o candidato do meu partido, portanto se o deputado Luciano Nunes for candidato, ele contará com o nosso voto”, avisou.

Sobre a chegada de novos filiados, sem seu conhecimento, como o ex-governador Zé Filho, que se filiou ao PSDB na quinta-feira (5), Firmino Filho advertiu que as questões internas do PSDB devem ser debatidas dentro do partido. "Essa é a questão que deve ser discutida dentro do partido. O deputado Luciano Nunes tem buscado fortalecer o partido, mas é necessário sempre um diálogo interno, bem claro, transparente. Tenho tentado passar o nosso aprendizado...para que a transição seja feia de forma transparente, respeitosa, de forma que o partido não tenha essa unidade comprometida”, acrescentou.

Sobre a sua ingerência na decisão do sobrinho, deputado Firmino Paulo, de mudar de partido, saindo do PSDB e ingressando no Proghressista, onde já está a primeira-dama de Teresina Lucy Silveira, Firmino filho lamentou que todos aqueles que querem dividir o partido, minar as nossas representações, tem insistido nessa agenda negativa. "Cada um responde pelas suas opiniões. Firmino tem RG e CPF próprio. A decisão é absolutamente dele. Atribuir a mim essa articulação é falaciosa e inverídica".

Sobre a primeira-dama apoiar o governo Wellington Dias, já que faz parte do Progressistas, um dos maiores aliados do PT no Piauí, Firmino Filho lembrou que Lucy Silveira tem liderança própria trabalho próprio, trabalho nas comunidades. Ela não gosta de aparecer. É o estilo dela, mas faz mais política do que eu. Ela é candidata a deputada estadual”..

Comentários