Política

Deputado quer que o Estado pague a defesa de PMs que cometerem crime em serviço

A defesa vai beneficiar quem estava no exercício da função policial
Fonte: Paulo Pincel 13/02/2019 14:30
Deputada estadual Coronel Carlos Augusto (PR) Deputada estadual Coronel Carlos Augusto (PR)Foto: Paulo Pincel

O deputado estadual Coronel Carlos Augusto (PR) apresentou um indicativo de projeto de lei ao Executivo propondo que os policiais militares e civis e agentes penitenciários que forem acusados de crimes no exercicio de suas funções sejam defendidos pelo Estado.

Carlos Augusto afirmou que já chorou muito a morte de PMs e viveu o drama das famílias dos policiais militares, quando era comandante-geral da PM, por conta das ações, processos que tinha que responder por exerce a atividade policial. O deputado parabenizou os policiais militares do Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) pela forma como atuaram para impedir o assalto ao McDonalds da Av. Nossa Senhora e Fátima, na zona Leste de Teresina, na madrugada desta quarta-eira (13).

Carlos Augusto elogiou a técnica usada pelos policiais na abordagem dos suspeitos, que acabou numa troca de tiros, com uma morte, um ferido e dois assalantes presos.

Defesa do Estado

Carlos Augusto afirmou que apresentou Indicativo de Projeto de Lei com o objetivo de que o Governo do Estado se responsabilize pela defesa dos policiais que responderem a processos por atos praticados durante o trabalho, como a morte de assaltantes.

“O policial não pode continuar tirando dinheiro do seu salário para pagar advogado em função do que praticou em ação na defesa da sociedade”, acentuou ele.O parlamentar do PR pediu o apoio dos colegas de todos os partidos para que apoiem o Indicativo de Projeto de Lei de sua autoria que será analisado agora pela Comissão de Constituição e Justiça. Ele disse que espera que, após a aprovação da Alepi, o governador transforme a proposição em Projeto de lei visando beneficiar os policiais militares".

Comentários

Apoio: