Educação

Escolas de tempo integral avaliam resultados e trocam experiências

A Escola Municipal Areolino Leôncio da Silva, zona Rural, foi a primeira a experimentar a modalidade
Fonte: PMT | Editor: Redação 27/08/2018 14:29
Escolas de tempo integral avaliam resultados e trocam experiências Escolas de tempo integral avaliam resultados e trocam experiênciasFoto: Reprodução

Escolas com jornada de tempo integral ainda são novidades na Rede Municipal de Teresina. Há menos de dois anos foram implementadas as primeiras unidades de ensino com carga horária ampliada e disciplinas diferenciadas, totalizando 10 escolas de ensino fundamental na capital.

Para acompanhar de perto os avanços e os desafios das unidades de tempo integral, a Secretaria Municipal de Educação (Semec) mantém um comitê gestor com diretores e técnicos da Rede. O grupo possui um calendário de encontros periódicos, onde avalia coletivamente os passos de cada escola, trocando experiências e vivenciando as novidades juntos.

“As escolas de tempo integral possuem uma rotina diferenciada. Assim como suas necessidades são específicas, precisamos monitorar os resultados de forma separada, considerando todo o contexto da jornada ampliada”, explica a coordenadora Eliane Santos. Segundo ela, “se o aluno permanece na escola por mais tempo, em contato com mais aprendizado, atividades que estimulam a mente, e todo um aparato para essa permanência, é claro que os resultados são ainda melhores”, afirma.

Entre as escolas municipais de tempo integral, duas receberam a novidade este ano e uma já foi inaugurada neste formato. Já a Escola Municipal Areolino Leôncio da Silva, zona Rural de Teresina, foi a primeira a experimentar a modalidade, ainda em 2016. A diretora Edi Borges falou mais sobre a experiência durante o 3º encontro do comitê gestor em 2018.

“Começamos a funcionar em tempo integral para atender uma necessidade dos nossos alunos, que moram em comunidades de difícil acesso e tinham problemas com o tempo de transporte. Em 2017 passamos a trabalhar no mesmo formato das demais unidades transformadas em tempo integral, com o tempo melhor organizado, formação dos professores das disciplinas diversificadas, estrutura física modificada e maior destaque para as competências socioemocionais dos alunos”, conclui.

Comentários