Política

Vereador lamenta saída do PTC: WDias fez tudo pelo partido

Dudu lembrou que só existem duas vagas de senador, vice e governador
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Alinny Maria 01/08/2018 19:00
Wellington Dias com o vereador Dudu Wellington Dias com o vereador DuduFoto: Assessoria parlamentar

O vereador Edilberto Borges, o Dudu (PT), lamentou a decisão do PTC de abandonar o governo, conforme anunciado nesta quarta-feira (1º/8) pelo presidente do partido no Piauí, deputado estadual Evaldo Gomes, em várias entrevistas concedidas ao longo do dia e em pronunciamento bastante incisivo na tribuna da Assembleia Legislativa. “Na política a gente escolhe aliado e não adversário”.

Dudu disse que quem quer a continuidade do projeto de governo em 2019 vai estar com Wellington Dias e que todos os partidos foram contemplados de alguma forma. Eu fico muito triste se o PTC não ficar conosco, mas foi colocado e eu defendi essa tese para o governador e para o PT, que o PTC pudesse ter a chapa pura dele, desde que não tivesse a pauta do Senado”, lembrou.

Dudu lembrou que o governador Wellington Dias propôs ao PTC a composição geral, isto é, a formação do chapão governista para a disputa proporcional, mas o PTC colocou como pauta um das vagas ao Senado, propondo a candidatura do médico Marcos Vinícius, o que o vereador considera legítimo. Depois, o PTC defendeu a formação de uma “chapinha” pelos partidos emergentes, que inclui o PTC, PSL, PROS e o PRB.

Evaldo Gomes vai tentar uma aliança com o deputado estadual Dr. Pessoa (Solidariedade), com Vanessa Tapety candidata a vice e Marcos Vinícius ao Senado.

“Eles ainda estão vivendo uma indefinição porque parece que ainda não fecharam com o outro lado. O governador abriu e todos nós abrimos para o PTC ter a chapa dele, desde que não fosse para o Senado. Eu concordo que a gente não possa apresentar uma chapa dúbia para a população, tendo aí duas cabeças, dois pés, duas mãos. Você não pode apresentar uma anomalia para a população. Então são dois senadores, um vice e um governador. Então nós não podemos fazer diferente e foi dito isso para o PTC. Agora se ele internamente chegou a um entendimento, não cabe a nós [comentar]”, advertiu.

Comentários