Geral

Dono do terreno pode ser indiciado por homicídio culposo

Segue a investigação sobre a quem pertence o terreno onde se formou a lagoa que rompeu e causou a tragédia no Parque Rodoviário
Fonte: Redação Piauí Hoje | Editor: Alinny Maria 22/04/2019 11:53
O rastro de destruição deixado pela enxurrada no Parque Rodoviário O rastro de destruição deixado pela enxurrada no Parque RodoviárioFoto: Reprodução/Facebook/Georgiano Neto

A Prefeitura de Teresina continua a tentar identificar o dono do terreno onde se formou uma lagoa que rompeu e causou a tragédia no bairro Parque Rodoviário, na zona Sul de Teresina. Foi instaurado um inquérito no 10º Distrito Policial para apurar quem é o proprietário do Terreno.

Caso o responsável pela propriedade seja uma pessoa física, a mesma deve ser indiciada por homicídio culposo. Se a propriedade for de pessoa jurídica, o Ministério Público deve ingressar com ação contra os responsáveis. Há quase 20 dias da tragédia, só há especulações sobre a identidade do dono do terreno.

Os moradores relatam que o terreno pertence a uma empresa de telefonia, que antigamente era da Telepisa, mas foi vendida para a OI, que seria a atual proprietária da propriedade.

O inquérito tem prazo de 30 dias para ser concluído, mas pode ser prorrogado. A expectativa é que até o final desta semana algumas pessoas sejam notificadas a prestar depoimento.

Comentários

Apoio: