Polícia

Diretora de escola é morta a facadas pelo marido

Selene Roque levou 15 facadas do marido durante uma discussão
Fonte: PM-PI | Editor: Paulo Pincel 04/06/2018 07:00
Professora Selene foi cruelmente assassinada pelo próprio marido Professora Selene foi cruelmente assassinada pelo próprio maridoFoto: Montagem

A professora Selene Veras Roque, de 28 anos, diretora da Unidade Escolar Rita Miranda, foi morta a facadas no final da tarde de domingo (3), por volta das 17h, pelo companheiro, o mecânico identificado como Raimundo Neto Pereira, de 32 anos. O motivo do crime foi ciúme.

Selene foi morta com mais de 20 facadas durante uma discussão na residência do casal, no bairro Lameiro, no povoado Brejinho, zona rural da cidade de Luís Correia, a 360 Km de Teresina. A vítima deixou uma filha de sete anos. A vítima ainda tentou se defender dos golpes. O corpo apresentava várias lesões nas mães e nos braços, o que comprovam que Selene lutou para não ser assassinada.

“Os dois tinham acabado de chegar de Parnaíba, cidade onde os dois faziam pós-graduação. Ao entrarem na residência, teve início uma discussão entre eles, e o crime ocorreu”, contou o capitão-PM Valdeci Galeno, da Companhia Independente de Policiamento Turístico (Ciptur). O criminoso fugiu, abandonando a arma do crime no local. Antes de fugir, Raimundo foi à casa dos pais, que moram a pouco mais de 100 metros da casa da vítima e avisou um cunhado. “Fiz besteira, matei a Selene”, disse, antes de desaparaecer.

Curiosos observam a remoção do corpo de Selene
Curiosos observam a remoção do corpo de Selene

Comentários