Saúde

Diástase: Separação entre os músculos pode ser corrigida com exercícios

As causas podem ser muitas: gestações múltiplas, obesidade, bebé muito grande, excesso de líquido amniótico, entre outros
Fonte: Noticias ao minuto | Editor: Redação 02/07/2017 11:14
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativaFoto: Reprodução

Uma linha funda da região do peito até o abdômen denuncia uma diástase, a separação dos músculos reto abdominais, mais comum em mulheres que engravidaram uma ou mais vezes.

As causas podem ser muitas: gestações múltiplas, obesidade, bebé muito grande, excesso de líquido amniótico, hormônios que provocam relaxamento muscular, desnutrição, sedentarismo, ganho de peso exagerado na gestação.

E o problema não se resume a uma marca no abdômen. Pode ser a principal causa de dores na lombar, nádegas e coxas; incontinência urinária e dificuldade em realizar certos movimentos.

Para evitar esses problemas e fazer com que os músculos retornem aos lugares originais, quando a diástase é evidente, exercícios físicos são os mais indicados, em combinação com uma alimentação balanceada.

Sobre a intensidade dos exercícios: Quando nos referimos às sobrecargas (kg), estamos falando de algo subjetivo para cada pessoa. Neste caso, é fundamental um auxilio de profissional de educação física para conseguir estipular de forma segura qual peso é ideal para aquela pessoa, naquele momento. Confira as dicas do preparador físico da Ziva Brasil, Felipe Kutianski, para prevenir ou corrigir a diástase.

Comentários