Cultura

Dia do Teatro e do Circo é comemorado com vasta programação

Fonte: Ascom Secult | Editor: Redação 26/03/2018 12:41
Teatro Torquato Neto Teatro Torquato NetoFoto: Ascom

Uma vasta programação marca as comemorações pelo Dia do Teatro e do Circo nesta terça-feira (27). O Ato 27 Ano IV começa a partir das 10 horas, no Teatro Sulica, na seda da Secretaria Estadual de Cultura – Secult, com a performance “Equilibrista Escola de Circo”, da Escola de Circo Ponto de Equilíbrio. Em seguida, tem um bate-papo com a presença do secretário estadual de Cultura, Fábio Novo, artistas e convidados.

A partir das 15 horas tem o espetáculo “Sofismo”, no Teatro Torquato Neto, com Rick Lima, texto de Lorena Nôleto e direção de Maneco Nascimento. No Theatro 4 de Setembro, a partir das 17 horas, tem o ensaio aberto voltado para alunos da rede pública do espetáculo “Diz-Ritmia”, da Oficina de Teatro Permanente Procópio Ferreira. A peça é baseada nos contos de Caio Fernando Abreu.

A programação segue à noite, a partir das 18 horas, com a Feira de Dramaturgia, no Café Literário “Genu Moraes”, com obras de autores como: Aci Campelo, Wellington Sampaio, Siro Siris, Bernardo Aurélio, Walfrido Salmito, Isis Baião, Waldilio Siso, Avelar Amorim, Roberto Muniz Dias, Roberto Freitas. Durante o evento, vão acontecer performances de teatro e de dança.

Na dança, tem a apresentação “Maluco Beleza”, com Felipe Oliveira, onde o artista dialoga com o Rei do rock brasileiro, o cantor e compositor baiano, Raul Seixas. A partir das 20 horas tem a performance de circo “Acroaéreo”, com o Projeto Escola de Circo OPEQ, no Theatro 4 de Setembro. Em seguida, tem o espetáculo “À Luz de Velas”, da Escola Técnica Estadual de Teatro José Gomes Campos, com direção de Chiquinho Pereira.

Inspirado nas obras “Palha de Arroz”, do escritor piauiense Fontes Ibiapina e “O Abajur Lilás”, do dramaturgo paulista Plínio Marcos, “À Luz de Velas” apresenta a realidade vivida por prostitutas que, oprimidas por seu cafetão, não sabem o valor de suas vidas. O roteiro de Valéria Lima e a direção de Chiquinho Pereira, tem ainda a concepção de som, de Roberto Portela e a sonorização de Emanuelle Vieira. No Elenco, Angélica Araújo, Jéssica Santos, Valéria Lima, Evandro Lobão, Roberto Portela e Marinalda Pereira. A Classificação é para 14 anos.

Na Galeria de Arte “Nonato Oliveira”, no Club dos Diários, tem shows com as bandas Os Ordinários e Nuvem Cigana.

Comentários