Polícia

DHPP prende suspeitos de matar técnica em Radiologia

O ex-namorado de Neurilene encomendou a morte dela de dentro de um presídio
Fonte: DHPP | Editor: Alinny Maria 30/01/2019 10:50
Envolvidos no assassinato de Neurilene Envolvidos no assassinato de NeurileneFoto: Divulgação

A Polícia Civil do Piauí prendeu, na manhã desta quarta-feira (30) dois suspeitos de envolvimento na morte encomendada da técnica em radiologia Neurilene Brenda Sousa. Os suspeitos foram identificados como Pedro Henrique da Silva, vulgo Bebê, de 19 anos, e Maciel Rocha, vulgo Tutinha.

De acordo com o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o crime ocorreu no dia 22 de junho de 2016, no bairro Promorar, zona Sul de Teresina e o ex-namorado da vítima encomendou, de dentro do presídio no Rio de Janeiro, a morte de Neurilene. A mulher foi morta a facadas.

O mandante do crime é Laércio Rodrigues Ferreira, que havia fugido para o estado do Rio De Janeiro após suspeita de assassinar um rival em Teresina, no bairro Parque Piauí. Posteriormente, ele foi capturado pela polícia do Rio de Janeiro e ficou recluso na Penitenciária Bangu 10.

De acordo com o DHPP, Laércio usava um celular dentro do presídio e ameaçava Neurilene porque ela não quis continuar o relacionamento com ele. Laércio então combinou com os comparsas e deu a ordem para matar a técnica em radiologia.

Um dia após o crime, Pedro Henrique, que na época tinha 16 anos, foi apreendido e ficou internado no Centro de Educação Masculino (CEM), mas no final do ano passado ele fugiu. Hoje, com 19 anos, Pedro Henrique foi recapturado na Vila São José, na zona Sul de Teresina.

Já o segundo suspeito do crime, Maciel Rocha, também estava foragido desde dezembro do sistema prisional. Ele é acusado de matar o churrasqueiro Alessandro da Silva, em setembro do ano passado. Na manhã de hoje, Maciel foi localizado também na Vila São José e acabou sendo baleado ao tentar fugir durante a abordagem.

Comentários

Apoio: