Política

Deputados começam tratar da disputa pela Presidência da Alepi

Segundo o deputado Francisco Limma (PT), os deputados petistas ainda não têm nenhuma definição sobre o tema
Fonte: redacao@piauihoje.com 08/10/2018 20:06
Plenário da Assembleia Legislativa do Piauí Plenário da Assembleia Legislativa do PiauíFoto: Paulo Pincel

Antes mesmo do Tribunal Regional Eleitoral -TRE/PI, anunciar o resultado das eleições no estado, deputados reeleitos com votação expressiva já começaram tratar da eleição para Presidência da Assembleia Legislativa.

Pelo menos cinco deputados mais votados nos partidos que compõe a coligação encabeçada pelo governador Wellington Dias (PT) estão dispostos a disputar o cargo.

Ainda não há acordo ou conversa oficial sobre essa questão, mas já sinalizam na possibilidade desse pleito. O atual presidente da ALEPI, Themístocles Filho (MDB), reeleito na coligação de Wellington, já teria tratado sobre a vontade de permanecer na chefia do legislativo estadual.

A permanência de Themístocles seria parte do acordo que possibilitou a substituição dele pela senadora Regina Sousa (PT) na vaga de candidata a vice na chapa encabeçada pelo governador petista. Wellington nunca se pronunciou publicamente sobre o assunto.

Ainda não acabaram as arestas criadas entre grupos de parlamentares, principalmente emedebista, por conta da disputa pela vaga de vice e Themístocles teria perdido forças dentro e fora do MDB. Mas agora, reeleito, Themístocles volta com força e está na disputa e tem sido muito habilidoso nessa tarefa.

De acordo com fonte fidedigna, além de Temístocles, estariam de olho na Presidência da ALEPI, os deputados Wilson Brandão e Júlio Arcoverde (PP) Zé Santana (MDB), Hélio Isaias. Nenhum deles fala nessa possibilidade. Mas a movimentação sobre o assunto já é realidade.

Segundo o deputado Francisco Limma (PT), líder do governo na AL, os deputados petistas ainda não têm nenhuma definição sobre o tema. O partido ainda vai se reunir para tratar do assunto.

Fonte ligada a Ciro Nogueira informou que o senador reeleito não concorda com novo mandato para Themístocles na presidência da AL. Aliás, o senador Ciro deu entrevista nesta segunda-feira (08.10), pregando o exugamento da máquina do Estado, incluindo todos os poderes. "Não se pode ter uma Assembleia como a nossa, mais cara do País. Isso precisa mudar", diz Ciro Nogueira.

Comentários