Mundo

Coreia do Norte segue produzindo armas nucleares diz ONU

Regime de Kim Jong-Un estaria violando sanções da Organização
Fonte: ANSA | Editor: Redação 18/09/2018 10:59
Kim Jong-un Kim Jong-unFoto: Herald Sun

Um relatório preparado pelo painel da Organização das Nações Unidas (ONU) que trata sobre a desnuclearização da Coreia do Norte aponta que o país asiático continua trabalhando no desenvolvimento de seu programa nuclear. O documento foi obtido pelo jornal norte-americano "The Wall Street Journal".

"Foram feitos progressos na construção de confiança e na redução da tensão militar, mas há sinais de que a Coreia do Norte mantém seu programa nuclear e balístico", disse a chefe de assuntos políticos da Organização das Nações Unidas (ONU), Rosemary DiCarlo, durante reunião do Conselho de Segurança da ONU, nesta segunda-feira (17).

O relatório afirma que o regime de Kim Jong-Un estaria mantendo negociações de armas e realizando operações financeiras que violam as sanções impostas pela organização em 2017. As armas teriam sido vendidas para a Síria, Iêmen, Líbia e outros países envolvidos em conflitos. Importações de combustível chinês e russo, realizadas com procedimentos para evitar a vigilância internacional, também são apontados pelo documento como violações às punições internacionais.

"Tais violações tornam ineficientes as últimas sanções, porque driblam a limitação à importação pela Coreia do Norte de petróleo e derivados, assim como o banimento à importação de carvão imposto em 2017", afirma o relatório.

Nesta segunda-feira (17), a embaixadora norte-americana na Organização das Nações Unidas, Nicky Haley acusou a Rússia de agir "como um vírus" para apoiar países punidos pela ONU e afirmou que Washington tem "evidências de consistentes de amplas violações" do país. "A Rússia precisa interromper suas violações de sanções contra a Coreia do Norte. Precisa acabar com seu esforço conjunto para ocultar evidências de violações de sanções", disse Haley.

Em agosto, um outro relatório do Conselho de Segurança da ONU apontou que a Coreia do Norte segue trabalhando em mísseis nucleares, o que causou o cancelamento de uma visita do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, ao país asiático e o anúncio de que testes militares dos Estados Unidos na Coreia do Sul seriam retomados.

Comentários

Matérias Relacionadas