Saúde

CFM divulga resultados de fiscalizações em hospitais nos estados

O documento, com 481 páginas, estabelece critérios para a fiscalização em centros cirúrgicos, unidades de terapias intensivas
Fonte: Ascom CFM | Editor: Da Redação 08/05/2019 15:08
Conselho Federal de Medicina Conselho Federal de MedicinaFoto: Conselho Federal de Medicina

Em 102 salas cirúrgicas fiscalizadas pelos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), em 2018, um índice de 33% não tinha foco cirúrgico com bateria. O dado faz parte do primeiro levantamento feito pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) após a entrada em vigor do novo Manual de Vistoria e Fiscalização, que entrou em vigor no final de 2016, com a aprovação da Resolução nº 2.153/16.

O documento, com 481 páginas, estabelece critérios para a fiscalização em centros cirúrgicos, unidades de terapias intensivas, salas de recuperação pós-anestésica e unidades de internação, avaliando as condições estruturais, físicas e de equipamentos.

Durante 2017, o Departamento de Fiscalização do CFM (Defis) realizou visitas de treinamento nos estados e a partir de 2018 os conselhos regionais passaram a realizar as ações seguindo o roteiro estabelecido no Manual.

No período, foram fiscalizados 506 hospitais, mas como o Manual oferece a opção de vistorias por módulos, até porque nem todos os locais oferecem o mesmo tipo de serviço, foram realizadas ações em 102 centros cirúrgicos. Nesses ambientes, foram analisadas as condições estruturais, a área física e instalações e os equipamentos

A integra dos números foi apresentada em entrevista coletiva nesta quinta-feira (9), no Metropolitan Hotel em Teresina

Comentários