Brasil

Concursos: Mais de 33 funcionários do Cebraspe foram demitidos

Equipe de organização e digitalização das provas foi desligada antes mesmo da comprovação de crime e dos seus culpados
Fonte: Noticias ao Minuto | Editor: Redação 01/11/2017 11:23
Concurso público Concurso públicoFoto: Reprodução

Após denúncias de fraudes em concursos públicos, conhecida como "Máfia dos Concursos", mais de 33 funcionários do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), antigo Cespe, foram demitidos. A instituição decidiu desligar a equipe de organização e digitalização das provas ainda em março deste ano, quando as suspeitas de fraude começaram, mesmo não havendo indícios de participação de outros servidores. A informação foi revelada pelo "Correio Braziliense".

A segunda fase da operação Panoptes, que investiga o esquema, foi deflagrada pela Polícia Civil do Distrito Federal na última segunda-feira (30) e prendeu o ex-funcionário do Cebraspe Ricardo Silva do Nascimento.

A polícia não informou se há outros funcionários sendo investigados, mas, a princípio, não há indícios de que Ricardo tinha a ajuda de alguém dentro do órgão para operar o esquemas de fraudes.

Segundo o diretor-feral do Cebraspe, Paulo Portela, as demissões foram necessárias para evitar perda de credibilidade da instituição, pois, na época, o crime nem os seus atores haviam sido confirmados. “Por conta do Ricardo, tivemos que fazer o desligamento desses funcionários. A gente agiu na parte do processo que poderíamos”, explicou.

Comentários