Política Nacional

Ciro Gomes chama Bolsonaro de nazista filho da puta em discurso

O candidato do PDT à Presidência da República fez campanha em Goiânia nesta sexta-feira
Fonte: Noticias ao Minuto | Editor: Redação 22/09/2018 08:18
Ciro Gomes Ciro GomesFoto: Danilo Verpa/Folhapress

Durante campanha eleitoral em Goiânia (GO) nesta sexta-feira (21), Ciro Gomes fez um discurso contra o “militarismo”, o “radicalismo” e a “cultura do ódio”. No fim de sua fala, o candidato do PDT à Presidência da República atacou Jair Bolsonaro e acabou xingando o presidenciável do PSL. De acordo com o jornal “O Globo”, o xingamento de Ciro aconteceu após um suposto apoiador de Bolsonaro subir em um carro de som ao lado do carro do pedetista, que chamou o capitão reformado de “nazista filho da puta”.

“O que é isso aí? Uma camiseta? Me dá aqui. Olha o que é a cultura de ódio. Um bobinho, que não tem culpa de nada, acabou de criar uma confusão trazendo uma camisa do adversário aqui dentro. Por quê? Porque, por ele, fanático como é, que nem o doido que enfiou a faca nele, acha que política deve resolvida assim. Paciência com ele. Tenham paciência com ele. Ele não é culpado de nada. Ele é só vítima desse nazista filho da puta!”, disse Ciro.

A camisa em questão tinha desenhado o número da urna de Bolsonaro, 17. Antes do momento mais tenso do discurso, Ciro defendeu enfrentar o crime organizado com projeto.

“A notícia que vem é de roubalheira, de privilégio, de molecagem, de falta de autoridade para enfrentar o banditismo, de enfrentar com dureza o crime organizado. Mas eu quero dizer a esse povo: revolta sem projeto; revolta sem rumo; revolta sem ideia é só ódio. Revolta sem projeto, é só violência”, disparou.

Comentários

Matérias Relacionadas