Cultura

Cinemas Teresina realizam Sessão Debate com diretor Marcos Pimentel

Premiado documentário “A parte do mundo que me pertence” mostra sonhos e desejos de pessoas comuns
Fonte: Icone Comunicação | Editor: Da Redação 29/04/2019 18:12
Marcos Pimentel Marcos PimentelFoto: Icone

A 16ª edição da Sessão com Debate dos Cinemas Teresina já tem data marcada: será dia 08 de maio, às 19h30, com a presença do diretor Marcos Pimentel, responsável pelo premiado documentário “A parte do mundo que me pertence”.

O filme estreia dia 09 de maio pela Olhar Distribuição, e chega em primeiríssima mão aos Cinemas Teresina. O documentário de Marcos Pimentel é um filme autoral sobre sonhos e desejos de pessoas comuns. Pequenas histórias da vida cotidiana de diferentes personagens que têm rotinas simples, anônimos que geralmente não são notícias de jornais.

Um garoto da periferia louco por pipas; uma adolescente que sonha em se tornar bailarina; um trabalhador que quer melhorar a casa de sua família; uma jovem que quer ser reconhecida como musicista; um lutador de jiu jitsu que sonha em ser cantor de rap; uma ex-obesa que sonha em se casar; um aposentado que se realiza dançando em gafieiras; uma mulher que busca companhia; uma idosa que espera ter saúde no tempo que lhe resta de vida... Essas distintas realidades convivem em harmonia no espaço urbano e revelam como a cidade – palco da satisfação de desejos – atua na esfera íntima de seus habitantes mais comuns e corriqueiros.

“Um filme que busca restituir a intimidade das pessoas e atingir a essência da existência de cada um de seus personagens. Um íntimo e inspirado mosaico de sons e imagens, que revela que parte da grandeza do ser humano reside exatamente nas sutilezas de seus pequenos gestos.” explica o diretor.

O longa foi o vencedor da mostra NOVOS RUMOS do Festival do Rio – 2017, onde recebeu o prêmio de “Melhor Filme” em competição. Também ganhou o prêmio de “Melhor Longa Documentário” no 2º Indian World Film Festival (Índia, 2018) e recebeu uma menção honrosa no PireDOC – Festival de Cinema de Pirenópolis (GO, 2018).

Sobre o diretor

Marcos Pimentel é formado pela Escuela Internacional de Cine y Televisión de San Antonio de los Baños (EICTV – Cuba) e especializado em Cinema Documentário pela Filmakademie Baden-Württemberg, na Alemanha. Também é graduado, no Brasil, em Comunicação Social (UFJF) e Psicologia (CES-JF).

Diretor e roteirista de documentários para cinema que foram exibidos em mais de 700 festivais de 52 países e ganharam 91 prêmios por festivais internacionais, como “A parte do mundo que me pertence” (2017), “Sopro” (2013), “Sanã” (2013), “A poeira e o vento” (2011), “Taba” (2010), “Pólis” (2009), “A arquitetura do corpo” (2008) e “O maior espetáculo da Terra” (2005).

Entre suas produções para televisão destacam-se o telefilme “Ruminantes”(2005), exibido para toda Europa pelo Canal ARTÈ (França e Alemanha); o telefilme “Horizontes Mínimos” ( 2012), contemplado pelo DOCTV América Latina e exibido em emissoras públicas de 15 países latino-americanos; a série “Fé” (2013) e o telefilme “Pequenas lonas” (2012), exibidos pela TV Brasil, TV Cultura e Rede Minas de Televisão; a série “Diários sobre o corpo” (2017) e o telefilme “As batalhas da fé” (2017), contemplados pelo Prodav 11 – Edital de Conteúdo para TVs Públicas e exibidos em 220 emissoras públicas de TV (culturais, educativas, universitárias e comunitárias) de todo território nacional.

Desde 2009, é professor do departamento de documentários do curso regular da Escuela Internacional de Cine y Televisión de San Antonio de los Baños (EICTV – Cuba), onde ministra aulas para alunos do curso regular, da maestria documental e dos talleres internacionales. Também dá aulas no curso de Cinema da Escuela de Diseño de Altos de Chavón, na República Dominicana. Desde 2012, é coordenador audiovisual da Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais, sediado em Cataguases, sendo responsável pelos projetos da área de formação audiovisual. Vive e trabalha em Belo Horizonte.

Comentários