Polícia

Autópsia vai esclarecer a causa da morte do menino Ricardo

Ricardo Francisco morreu depois de passar mal quando brincava no Iate Clube de Teresina
Fonte: Paulo Pincel | Editor: Alinny Maria 13/10/2017 12:21
Ricardo RicardoFoto: Arquivo pessoal

O corpo de Ricardo Francisco, 7 anos, passou por autopsia no final da manhã desta sexta-feira (13), no Hospital Getúlio Vargas (HGV), no Centro de Teresina. Depois do exame, o corpo da criança foi liberado para o velório, que acontece na casa do avós paternos, no bairro Matadouro, também na zona Norte da capital. A família ainda não sabe o que causou a morte de Francisco.

A autópsia vai esclarecer a causa da morte do menino, que passou mal ontem (12), por volta as 15h, quando se divertiam com a família no Iate Clube da zona Norte da capital. A criança foi levada desacordada pelos pais a um hospital particular. Lá, os médicos tentaram todos os procedimentos para ressuscitação, mas o menino acabou falecendo.

O tio da criança, Cícero Alves, lembrou que o menino estava bem, brincando com as outras crianças na piscina do Iate Clube. Por volta das 15h, Francisco voltou para a mesa, onde estavam os país, queixando-se de dor no abdómen. “Ele estava brincando no pula-pula e chegou para o pai e disse que estava com uma dor no peito e cansado. Só deu tempo de falar isso e desmaiou”, lembrou Cícero Alves, ainda abalado.

O menino foi levado de carro pelos pais já que o SAMU demorou para atender à chamada [o SAMU em nota, afirma que levou apenas 11 minutos para chegar ao Iate Clube]. A criança chegou com vida ao hospital, foi entubada e transferida para a UTI. A morte foi diagnosticadas por volta das 17h.

"Ele chegou já com o coração parado e sem atividade elétrica. A gente tentou todos os métodos de ressuscitação cardiopulmonar, intubação endotraqueal e todas as drogas preconizadas e, mesmo assim, depois de mais de uma hora, o coração ainda continuava sem bater", disse Rafael Correia Lima, gerente do pronto socorro do Hospital Unimed.

"Era uma criança linda, cheia de vida. Hoje é aniversário do pai dele. Estamos todos abatidos. Ninguém entende. Ninguém sabe explicar o que aconteceu. O pai dele estava se p´reparando para sair hoje para comemorar o aniversário dele e acontece isso. Só Deus para consoilar a família", lamentava Cícero Alves, reclamando da demora na liberação do corpo para o velório. "Desde ontem que a família espera".

Ainda em choque, a mãe de Ricardo Francisco, de 30 anos, postou uma mensagem ontem à noite no Facebook. Segundo o tio de Francisco, ela chora o tempo todo, agarrrada à roupa que Francisco uisava quando foi para o clube: uma fantasi do Homem Aranha. Francisco tinha uma irmã de dois anos. “Traz minha paz, meu filho de volta! Traz! Saí de casa hoje para ser feliz curtindo seu dia e não para você nunca mais voltar e me deixar, assim sem forças! Volta, por favor, volta!”, escreveu.

Comentários